Cidade

Mãe relata caso de racismo contra sua filha de 9 anos em doceria

Uma funcionária da Ofner, no Shopping Eldorado, teria afirmado que a garota não podia "pedir dinheiro" ali

Por: Veja São Paulo - Atualizado em

Mariane Duartes
Mariane, de 9 anos: caso teria ocorrido na Ofner (Foto: Reprodução)

A atriz Mônica Henrique Duartes, de 50 anos, publicou no último domingo (20) em seu perfil no Facebook um relato de um caso de racismo que teria sido cometido por uma atendente da doceria Ofner, no Shopping Eldorado, contra sua filha, Mariane, de 9 anos, que é negra.

Mônica Duartes: post
A publicação soma mais de 8 000 compartilhamentos no Facebook (Foto: Reprodução)

Mônica afirma que a filha se levantou da mesa onde estava sentada com a família para escolher um doce na vitrine. “Quando voltou para pedir minha opinião sobre que doce pedir, veio uma funcionária da Ofner atrás dizendo que ela não podia pedir ali". "Por quê?", questionou a mãe pensando que ela se referia à guloseima. "Lindinha, você não pode pedir dinheiro para as pessoas aqui dentro do shopping", explicou a funcionária para a criança, segundo o texto publicado nas redes sociais.

+ Promotoria realiza ação contra grupo que fez ofensas racistas a Maju

Até a tarde desta quarta (23), pouco mais de 8 000 pessoas haviam compartilhado a publicação.

Mônica Duartes e a filha, Mariane
Mônica Duartes com Mariane: "Será que é porque minha filha é negra?", desabafou a mãe no relato (Foto: Reprodução)

A atriz afirmou que levará o caso adiante à polícia e avisou que espera uma retratação da Ofner. Procurada pela reportagem de VEJA SÃO PAULO, a empresa lamentou o caso e informou, via assessoria de imprensa, que está tentando entrar em contato com Mônica e que "não apoia e não aceita qualquer tipo de discriminação".

+ Fotos mostram destruição no Museu da Língua Portuguesa

"Nossos profissionais são constantemente treinados para oferecer a excelência no atendimento aos nossos clientes. Estamos averiguando as informações e já estamos tomando todas as medidas necessárias para continuar com a excelência de sempre", encerrou a nota, publicada também no perfil oficial da rede no Facebook. O caso provocou comoção e revolta dos internautas nas redes sociais.

Fonte: VEJA SÃO PAULO