futebol

Justiça boliviana liberta sete corintianos presos em Oruro

Brasileiros estão a caminho de La Paz e devem chegar ao Brasil no sábado

Por: - Atualizado em

Corintianos libertados na Bolivia
O momento da libertação de sete corintianos em Oruro, na Bolívia (Foto: Divulgação)

Grupo de corintianos preso na Bolívia foi libertado na noite de hoje. Eles são acusados de participação na morte do torcedor boliviano Kevin Espada, de 14 anos, atingido por sinalizador na partida com o San José, em fevereiro deste ano. Justiça boliviana reconheceu o menor brasileiro como autor do disparo do sinalizador que matou o garoto.

Sete dos doze torcedores brasileiros detidos em Oruro, na Bolívia, foram soltos nesta quinta-feira, após 106 dias de prisão, informou o Itamaraty. O órgão afirma que Tadeu Macedo Andrade, Fabio Neves Domingos, Tiago dos Santos Ferreira, Hugo Nonato, Raphael Castilho de Araújo, Cléber de Souza Cruz e Danilo Silva de Oliveira serão transportados até a embaixada brasileira, em La Paz, ainda esta noite.

O retorno ao Brasil acontece no sábado pela manhã. A defesa dos corintianos disse não ter um prazo para que os outros cinco torcedores sejam libertados. Carros da embaixada brasileira na Bolívia ficaram a tarde e a noite desta quinta-feira na frente do presídio para retirá-los do local.

“A felicidade pela libertação dos sete cidadãos brasileiros, no entanto, não é maior que a força e o engajamento com que o Sport Club Corinthians Paulista seguirá trabalhando para que todos os outros cinco torcedores tenham os seus direitos respeitados”, declara o clube por meio de nota em seu site oficial.

+ Leia mais em Veja.com

Fonte: VEJA SÃO PAULO