Shows

Coldplay retorna a São Paulo com show para 68 000 fãs

Show da turnê do disco 'Viva la Vida or Death and All His Friends', produzido por Brian Eno, deve ter hits como 'Yellow', 'Clocks' e 'Strawberry Swing'

Por: Pedro Ivo Dubra - Atualizado em

2154 shows abre coldplay
Will Champion, Guy Berryman, Chris Martin e Jonny Buckland: a banda do momento (Foto: Stephan Craneanscki)

Em 2007, os rapazes do Coldplay vieram para cá com um espetáculo que eles chamavam de “intimista”. Foram três apresentações no Via Funchal, cada uma para 2 757 espectadores sentados (o.k., teve gente que logo ficou de pé). Em menos de 48 horas, os 8 271 ingressos evaporaram. Três anos e um disco de estúdio depois, o estiloso quarteto de rock inglês retorna em proporções distintas: um único show em estádio destinado a 68 000 fãs.

“Certinho” é um adjetivo adequado para qualificar o vocalista, pianista e líder da melódica banda, Chris Martin, casado com a atriz Gwyneth Paltrow e adepto da linha Bono Vox de correção política e engajamento em boas causas. Seu público, que vai de adolescentes a quarentões, também segue o estilo bem-comportado: moças de salto e rapazes com a camisa para dentro da calça, sempre presentes em seus shows, não devem parar de tirar fotos pelo celular na pista vip (com ingressos a 500 reais, já esgotados). Chris, Jonny Buckland (guitarra), Guy Berryman (baixo) e Will Champion (bateria) entregam a partir das 21h30 da terça (2) o repertório de 'Viva la Vida or Death and All His Friends' (2008), o estouradíssimo quarto álbum da carreira produzido por Brian Eno. Entre 'Strawberry Swing' e outras do CD, aparecem temas antigos do calibre de 'Yellow', 'Clocks' e até um cover de 'Billie Jean', de Michael Jackson. Uma cenografia de seis lâmpadas gigantes, que recebem projeções de imagens, toma o palco. Confetes em formato de borboleta serão jogados nos fãs e há duas passarelas nas quais os músicos podem se aproximar da plateia. A abertura fica a cargo de duas atrações: os mato-grossenses do Vanguart (19h30) e o Bat for Lashes (20h20), projeto da cantora inglesa Natasha Khan.

Fonte: VEJA SÃO PAULO