Gastronomia

Cho Sun Ok, Hongané e Lua Palace: comida coreana na capital

Além da pimenta, um dos principais ingredientes da culinária, língua bovina em lâminas também é atrativo

Por: Priscila Zuini - Atualizado em

Hongané: contrafilé preparado na mesa do cliente
Hongané: contrafilé preparado na mesa do cliente (Foto: Heudes Régis)

A colônia coreana de São Paulo é, em geral, discreta e fechada. Eles chegaram à cidade a partir de 1963 e se instalaram principalmente nas redondezas do bairro do Bom Retiro. A pimenta é uma das principais características da culinária. Provar o bulgogi (foto) é uma experiência e tanto.Trata-se de um tipo de churrasco de contrafilé preparado na mesa do cliente e escoltado por complementos normalmente dispostos em tigelinhas e potinhos. No restaurante Cho Sun Ok, o prato vem com um molho adocicado (R$ 75,00, para duas pessoas).Os acompanhamentos são todos muito ardidos. No Hongané, a especialidade é guarnecida de legumes.Custa 65 reais para dois apetites.O Lua Palace serve uma versão feita com língua bovina em lâminas na companhia de verduras e arroz à vontade. Sai por 60 reais para duas pessoas.

Fonte: VEJA SÃO PAULO