Paulistano Nota Dez

Empresário cria centro de tratamento gratuito para crianças autistas

Inaugurado em dezembro de 2010, o Projeto Amplitude já atendeu mais de 150 menores diagnosticados com a doença

Por: Aretha Yarak

Luis Davantel - Projeto Amplitude
Luis Davantel, fundador do projeto: "Meu objetivo é oferecer o melhor tratamento possível a custo zero" (Foto: Fernando Moraes)

O empresário Luis Davantel, de 48anos, que atua em uma companhiado setor imobiliário, lançou seumaior investimento há quatro anos. Em umacasa alugada de 400 metros quadrados nobairro da Vila Mariana, fundou o ProjetoAmplitude, um centro de tratamento gratuitopara crianças de até 7 anos diagnosticadascom autismo.

+ Professor de capoeira oferece aulas gratuitas no Grajaú

No local, são atendidasapenas famílias com renda mensal inferior aseis salários mínimos. As terapias são feitasduas vezes por semana por uma equipe devinte profissionais das áreas de psicologia,fonoaudiologia, terapia ocupacional e pedagogia.“Meu objetivo é oferecer o melhortratamento possível a custo zero. Por isso,todos os professores são contratados e precisammostrar resultados”, conta.

+ ONG Descobrindo o Sonho Jovem dá auxílio a estudantes

Atualmente, quarenta menores frequentam aulaspor lá de segunda a quinta. Desde que começou,a iniciativa atendeu 150 casos.O Amplitude nasceu de uma experiênciapessoal do empresário. Pedro, seu primogênito,foi diagnosticado com autismo quandotinha 18 meses (hoje está com 11 anos). “Com as terapias e atendimento especializado,ele apresentou um progresso fantástico”, conta Luis.

O tratamento, no entanto, é dispendiosoe inacessível a pessoas carentes.Buscando preencher essa lacuna, ele pôs depé o projeto, hoje referência no meio médico.Para manter os atendimentos, Davantelconta com a ajuda de oitenta doadores. Oorçamento de 2015 está previsto em 1,4 milhãode reais. “Se eu puder ajudar essascrianças por 100 anos, farei isso.”

Fonte: VEJA SÃO PAULO