Passeios

Basílica Nossa Senhora de Assunção: órgão com cerca de 7 mil tubos

Igreja conta também com uma badalada padaria comandada pelos monges

Por: Marcelo Cobra - Atualizado em

Faz parte do Mosteiro de São Bento – conjunto arquitetônico fundado em 1598 por Frei Mauro Teixeira, discípulo de José de Anchieta. Em 1965, com a chegada da estação ferroviária paulistana, a cidade passou a ter conexão fácil com o litoral. E, conseqüentemente, com o resto do mundo. A basílica foi reformulada sob a mesma influência que orientou mudanças em outros templos importantes da cidade: era preciso acompanhar a grandiosidade da metrópole. O interior é suntuoso e marcado por peças ricas que contrastam com a austeridade da fachada externa (de estilo neo-românico). Em 1992, o Conselho Municipal de Preservação do Patrimônio Histórico, Cultural e Ambiental (Conpresp) tombou a construção.

Por que ir: além das peças raras de estatutária e das pinturas de primeiro nível, seu órgão com cerca de 7 mil tubos, fabricado na Alemanha, é um marco da cidade.A acústica é excelente e as apresentações de canto gregoriano nas missas dominicais atraem um público elevado (chegue cedo para garantir um lugar). Outro atrativo é a badalada padaria que comandada pelos monges. Entre os quitutes, o bolo dom bernardo leva café, chocolate, conhaque, nozes, pêssego e gengibre.

Fonte: VEJA SÃO PAULO