Bares

Bardega tem a maior oferta de vinhos em taça da cidade

Novidade no Itaim, o wine-bar agrupa 110 sugestões garimpadas de vinte importadoras

Por: Fabio Wright - Atualizado em

bar-bardega
Vista do bonito salão do Bardega (Foto: Mario Rodrigues)

Inaugurado um mês e meio atrás numa rua pouco badalada do Itaim, o Bardega é um daqueles endereços capazes de impressionar. Grandioso, ocupa uma área de 370 metros quadrados e seduz o público pela oferta de vinhos em taça, a maior do gênero na cidade.

São 110 sugestões, garimpadas de vinte importadoras. Noventa e seis delas ficam armazenadas em doze máquinas italianas Enomatic, dispostas lado a lado, criando um belo efeito visual no salão (de resto um tanto sóbrio).

Prefira bebericar nas duas varandas com ares de lounge, uma na entrada e outra nos fundos, onde há ainda um champanhe-bar. Agrada também o sistema de autoatendimento. Entregue na chegada, o cartão de consumo possui um chip que aciona as Enomatics — o que permite que o cliente controle seus gastos e se sirva sem o auxílio do garçom.

bardega
Uma das máquinas Enomatic usadas para acondicionar as bebidas: sistema de autoatendimento (Foto: Mario Rodrigues)

Os rótulos podem ser degustados em doses de 30, 60 e 120 mililitros. Na rotativa lista de garrafas, aparecem tops como Château d’Yquem 2008 (R$ 70,00; 30 mililitros), mítico vinho de sobremesa da região francesa de Sauternes, e o italiano Prunotto Barolo D.O.C.G. 2008 (R$ 24,00; 60 mililitros).

Predominam, contudo, opções de boa relação preço-qualidade, a exemplo das doses de 120 mililitros do Macchia Primitivo di Manduria 2007 (R$ 16,00), da Puglia, e dos espanhóis Gramona Font Jui 2010 (R$ 24,00), branco da uva nativa xarel-lo, e Mas Igneus FA 2062008 (R$ 28,00), um equilibrado tinto do Priorato.

O cardápio traz as receitas na forma de pequenas porções para compartilhar. Entre elas, o tortellini de castanha portuguesa ao pesto de alface (R$ 18,00) e o saboroso mix de rabada desfiada e purê de agrião (R$ 20,00). Em tempo: as águas italianas de meio litro Panna e San Pellegrino são vendidas por um preço bem amigável: R$ 8,00 cada uma.

BEBIDAS ✪✪✪✪ | AMBIENTE ✪✪✪ | COZINHA ✪✪✪

Fonte: VEJA SÃO PAULO