Cidade

Bancos devolvem à prefeitura US$ 25 milhões desviados por Paulo Maluf

Duas instiutições financeiras suíças, Citibank Genebra e UBS em Zurique, foram condenadas a indenizar o erário municipal 

Por: Veja São Paulo - Atualizado em

Paulo Maluf
O deputado Paulo Maluf: acusação de desvio de mais de 300 milhões de dólares (Foto: Alf Ribeiro/Folhapress)

Dois bancos suíços, Citibank Genebra e UBS de Zurique, devolveram à Prefeitura de São Paulo nesta quarta-feira (3) 25 milhões de dólares referentes a parte da verba que teria sido desviada por Paulo Maluf (PP) dos cofres municipais durante a construção da avenida Jornalista Roberto Marinho e do túnel Ayrton Senna, na Zona Sul, na década de 1990, segundo o Ministério Público. A estimativa das autoridades é que 300 milhões de dólares tenham sido desviados. 

O repatriamento faz parte de um acordo entre os bancos e a administração fechado no início do ano. As instituições financeiras aceitaram fazer a transferência para evitar processo. 

+Pokémon Go causa alvoroço na Avenida Paulista e outros locais de SP

Outro banco, o Deutsche Bank, já havia pagado 20 milhões de dólares em 2014 à prefeitura pelo mesmo motivo. A assessoria de Paulo Maluf nega que o dinheira seja dele. 

O repatriamento do dano ao erário municipal é resultado de uma parceria entre o Ministério Público Estadual e a Prefeitura de São Paulo. Segundo a administração, o Citibank pagou 15 milhões de dólares e o UBS, 10 milhões de dólares, que representam cerca de 10% do total máximo movimentado pelas instituições financeiras em contas ligadas ao ex-prefeito Paulo Maluf.

+Fique por dentro do que acontece na cidade

Fonte: VEJA SÃO PAULO