VERÃO

Descubra o que fazer nos bairros mais fresquinhos da cidade

Parelheiros é o bairro menos quente, com média de 29,8º C em janeiro, segundo o Centro de Gerenciamento de Emergência (CGE)

Por: Redação VEJA SÃO PAULO - Atualizado em

Centro Cultural do Solo Sagrado
Centro Cultural do Solo Sagrado, em Parelheiros, o bairro mais fresquinho de São Paulo (Foto: Divulgação)

Se estivesse vivo, Adoniran Barbosa (1910-1982) pensaria duas vezes antes de pegar o trem de volta ao Jaçanã, como canta em Trem das Onze. É que a região da Zona Norte é a mais quente da cidade, segundo o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE). Os termômetros no bairro tiveram média de 33,8º C em janeiro (na cidade toda, de acordo com o INMET, a média foi de 31,9º C).

+ Calor em São Paulo só deve melhorar na metade de fevereiro

Quer se refrescar? Vá para o sul. As três regiões com as temperaturas mais baixas de São Paulo encontram-se na Zona Sul. Parelheiros é a área mais fria (ou fresquinha, ao menos) -- ali, a média foi de 29,8º C no mês passado. Em seguida, vêm M'Boi Mirim (29,9º C) e Santo Amaro (30,6º C).

O CGE mede a temperatura em 26 estações espalhadas por São Paulo. Veja abaixo as áreas mais e menos quentes, conforme a média de janeiro. Confira  também onde aproveitar as regiões mais fresquinhas.

As áreas mais quentes

  1. Jaçanã/Tremembé - 33,8ºC
  2. Itaim Paulista - 33,7º C
  3. Penha - 33,5º C
  4. Butantã - 33,1º C
  5. Perus - 32,7 ºC

As áreas menos quentes

  1. Parelheiros - 29,8º C
  2. M'Boi Mirim - 29.9º C
  3. Santo Amaro - 30,6º C 
  4. São Mateus - 30,8º C
  5. Aricanduva/Vila Formosa - 30,9º C
  6. Campo Limpo - 31,3º C
  7. Ipiranga - 31,3º C
  8. Anhembi - 31,4º C
  9. Lapa - 31,4º C
  10. São Miguel Paulista  - 31,4º C
  11. Vila Prudente - 31,4º C

COMO APROVEITAR AS REGIÕES MAIS FRESQUINHAS

Fonte: VEJA SÃO PAULO