Mundo dos shoppings

Avaliação mostra que estacionamentos em shoppings não atendem bem consumidores

Metade das pessoas que vão a um shopping chega de carro ou moto. Cena familiar: gente demais e vagas de menos. Os estacionamentos deveriam ter um projeto que atendesse à sua demanda de clientes. Mas nem sempre é assim. A avaliação levou em conta preço, sinalização, iluminação, fiscalização e, principalmente, a relação de carros por vaga, resultado da média diária de movimento – nos fins de semana essa proporção é muito maior

Por: - Atualizado em

Aricanduva

Avaliação: muito bom (4 pontos)

As 12 600 vagas atendem a um movimento diário de 30 000 veículos (2,3 carros para cada vaga). É gratuito e tem ótima sinalização. Porém, falta fiscalização. Clientes param em locais proibidos e desrespeitam as vagas reservadas aos deficientes físicos. O preço da área vip, apenas 4 reais (segunda a sexta por tempo livre) e 8 reais (por

quatro horas aos sábados e domingos), conta pontos a favor.

Center Norte

Avaliação: muito bom (4 pontos)

As 12 000 vagas atendem a um movimento diário de 27 000 veículos (2,2 carros para cada vaga). É gratuito e bem monitorado por seguranças que circulam a pé e em motocicletas. Como o estacionamento é descoberto, não há colunas para dificultar manobras. Área vip: 14 reais (quatro horas).

Anália Franco

Avaliação: bom (3 pontos)

As 4 134 vagas atendem a um movimento diário de 15 000 veículos (3,6 carros para cada vaga). É gratuito e bem sinalizado. Você tem opção de estacionamento nos três pisos de lojas. Área vip: 20 reais (quatro horas).

Pátio Higienópolis

Avaliação: ruim (1 ponto)

As 1 350 vagas atendem a um movimento diário de 4 000 veículos (3 carros para cada vaga). Corredores estreitos provocam filas durante as manobras dos motoristas para entrar ou sair de uma vaga. Preço: 8 reais (quatro horas). Área vip: 31 reais (quatro horas) – quando o shopping está cheio o serviço de manobrista costuma ser caótico, com esperas desproporcionais ao valor cobrado.

Eldorado

Avaliação: bom (3 pontos)

As 3 500 vagas atendem a um movimento diário de 11 500 veículos (3,2 carros para cada vaga). Quase um terço do total (980 vagas) está disponível no anexo edifício-garagem, com cinco andares. Preço: 5 reais (quatro horas). Área vip: 23 reais (quatro horas).

Villa-Lobos

Avaliação: razoável (2 pontos)

As 1 591 vagas atendem a um movimento diário de 7 100 veículos (4,5 carros para cada vaga). Os corredores (com mão dupla) são largos e as vagas grandes (2,25 metros de largura). Preço: 8 reais (quatro horas). Área vip: 31 reais (quatro horas).

Iguatemi

Avaliação: razoável (2 pontos)

As 1 850 vagas atendem a um movimento diário de 7 500 veículos (4 carros para cada vaga). Corredores estreitos e preço salgado – 9 reais (quatro horas) e 34 reais (quatro horas) a área vip. Como cada andar tem o nome de uma fruta ou flor, é fácil memorizar onde encontrar o carro.

Ibirapuera

Avaliação: ruim (1 ponto)

As 3 110 vagas atendem a um movimento diário de 20 000 veículos (6,4 carros para cada vaga). Existe um único acesso para os quatro andares de estacionamento que ficam acima das lojas. O motorista que tenta achar vaga em um andar e não encontra não consegue acessar outros andares para fazer nova tentativa. É obrigado a descer por outra rampa, sair do shopping, dar a volta no quarteirão e acessá-lo novamente. Preço: 5 reais (quatro horas). Área vip: 14 reais (quatro horas).

West Plaza

Avaliação: razoável (2 pontos)

As 2 500 vagas atendem a um movimento diário de 5 000 veículos (2 carros para cada vaga). São onze pavimentos de estacionamento espalhados por três blocos. A sinalização ruim dificulta ao motorista encontrar seu carro depois das compras. Preço: 5 reais (quatro horas). Área vip: 16 reais (quatro horas).

Morumbi

Avaliação: razoável (2 pontos)

As 3 200 vagas atendem a um movimento diário de 10 000 veículos (3 carros para cada vaga). Como as vagas estão espalhadas ao redor do shopping e também em quatro pavimentos, o estacionamento torna-se meio labiríntico para um visitante de primeira viagem. Preço: 5 reais (quatro horas). Área vip: 25 reais (quatro horas).

Fonte: VEJA SÃO PAULO