Terraço Paulistano

Ativistas do grupo Femem protestam nuas contra o BBB 13

O grupo se reuniu no Santana Parque Shopping, onde está a Casa de Vidro do progama

Por: Ricky Hiraoka - Atualizado em

Terraço Paulistano - Ed. 2304 - Jan. 2013 - Sara Winter - Femen
Sara, vestida, uma cena cada vez mais rara: Carnaval e Bento XVI na mira (Foto: Lucas Lima)

Na terça (8), as ativistas do grupo Femen, originário da Ucrânia, protestaram (despidas, como de costume) no Santana Parque Shopping, na Zona Norte, contra o Big Brother Brasil, que montou ali uma casa de vidro com candidatos a participar do reality show. “Esse programa aliena os brasileiros e impede o povo de se mobilizar para sanar problemas como a fome”, acredita a líder Sara Winter, de 20 anos. Na entrevista a seguir, ela fala sobre os próximos passos do grupo.

VEJA SÃO PAULO — O que vem por aí?

Sara — Estou planejando ações no Carnaval de São Paulo e durante a visita do papa Bento XVI, no Rio. Na capital fluminense, criaremos uma sede para ensinar como se manifestar pacificamente, falar em público e também defesa pessoal.

VEJA SÃO PAULO — Com que dinheiro farão isso?

Sara — Temos camisetas e canecas do Femen e vou vender cookies e cupcakes na praia.

VEJA SÃO PAULO — O que faz no tempo livre?

Sara — Vejo seriados, leio romances e livros de sociologia. Não sei o que é namorado desde 2011, porque os homens têm medo de mim. E não quero uma relação monogâmica, que é uma forma de escravidão.

+ Mineiro participará de 4 disputas do UFC em 2013

+ Vera Zimmermann se prepara para voltar às novelas e não descarta possibilidade de posar nua

+ Sofá Café inaugura em maio sura primeira loja nos EUA

+ Paulistano ganha medalha de ouro em Olimpíadas de Ciência em Teerã

 

Fonte: VEJA SÃO PAULO