Nino Cucina (Desde 2015)

Tipos de Restaurantes: Italianos
VejaSP
starsstarsstarsstarsstars
Endereço: Rua Jerônimo da Veiga, 30 - Itaim Bibi - São Paulo - SP ver no mapa
Telefone: (11) 33686863
Horário:
segunda-feira
12:00 - 15:00 - 19:00 - 00:00
terça-feira
12:00 - 15:00 - 19:00 - 00:00
quarta-feira
12:00 - 15:00 - 19:00 - 00:00
quinta-feira
12:00 - 16:00 - 19:00 - 00:00
sexta-feira
12:00 - 16:00 - 19:00 - 01:00
sábado
12:00 - 17:00 - 19:00 - 01:00
domingo
12:00 - 22:30
monetization_on

Faixa de preço

De R$91,00 a R$130,00

payment

Formas de pagamento

Cartões de crédito: Visa, Mastercard, Diners e American Express
Cartões de dédito: Visa Electron, Rede Shop e Maestro

check_circle

Informações adicionais

Estacionamento/Valet (R$ 23,00), Acesso para deficientes, Lugares/Capacidade total (55), Comida (couvert) (R$ 8,00), Levar vinhos (permite) (R$ 50,00)

Resenha por Arnaldo Lorençato, Helena Galante e Saulo Yassuda

As filas à porta do Nino Cucina não se formam por acaso. As receitas de De Santis são tão essenciais que ele leva o título de chef do ano. Seu trabalho tem sido revisar clássicos e fazê-los com uma graça inédita. São os casos da costeleta suína à parmigiana (R$ 62,00) e do espaguete ao pesto com burrata e limão-siciliano (R$ 49,00). Ah, se todas as avós fizessem tortas quentes como a della nonna (R$ 24,00), de chocolate meio amargo com pera e creme de ricota.

Preços checados em maio de 2017.

    RECEITA COM OVOS

    As filas na porta do Nino Cucina não se formam por acaso. Entre os ótimos pratos preparados pelo italiano Rodolfo De Santis está o espaguete à carbonara (R$ 53,00), de sabor intenso. Na pedida, o ovo caipira com guanciale, bochecha de porco curada, dá uma textura naturalmente cremosa apenas pela adição de água e queijo pecorino.

    Preços checados em julho de 2017.

    Comer e beber

    • 2016 - Indicado

      Restaurantes italianos Comer & Beber .

      As filas à porta do Nino Cucina não se formam por acaso. Dois componentes contribuem para isso: Renato Calixto, um dos sócios e responsável pelo atendimento, e Rodolfo De Santis, dono do fogão. Aliás, as receitas de De Santis são tão essenciais que ele leva o título de chef do ano. Seu trabalho tem sido revisar clássicos e fazê-los com uma graça inédita. São os casos da costeleta suína à parmigiana (R$ 62,00) e do espaguete ao pesto com burrata e limão-siciliano (R$ 49,00). Ah, se todas as avós fizessem tortas quentes como a della nonna (R$ 24,00), de chocolate meio amargo com pera e creme de ricota. (Preços checados em setembro/outubro de 2016).

      Arnaldo Lorençato, Helena Galante e Saulo Yassuda

    • 2016 - Vencedor

      Restaurantes chef do ano Comer & Beber .

      Da cozinha aberta no fundo do Nino Cucina, Rodolfo De Santis pode ver o movimento no salão de apenas 47 lugares. Sempre acelerado, ele atende nada menos que 8 000 pessoas por mês. São clientes que pedem clássicos da Itália reelaborados de uma maneira bacana. Seu momento é bem diferente do começo, em outubro de 2010, quando desembarcou no Brasil, depois de integrar a brigada de casas modernas como o La Pergola, em Roma. De Santis comandava o extinto Biondi, também no Itaim, onde exercia sua exuberância criativa, oferecendo receitas como o peito de pato, levemente picante e malpassado, na companhia de pera assada ao creme suave de gorgonzola. De lá para cá, o chef de 30 anos nascido na Puglia perdeu um pouco do furor por invenções. Por outro lado, amadureceu e refinou o trabalho: faz um tradicional espaguete à carbonara, mas renova o cavatelli all’arrabbiata com a adição de polvo. Sem extrapolar, dá um toque contemporâneo ao risoto de abóbora ao acrescentar queijo de cabra e ervas. E por isso agrada tanto.

      Arnaldo Lorençato, Helena Galante e Saulo Yassuda

    • 2015 - Participante

      Restaurantes italianos Comer & Beber .

      O ristorantino marca o retorno do chef italiano Rodolfo De Santis, agora associado ao produtor de eventos Renato Calixto e um investidor. Charmoso, o restaurante lembra uma casa de família. O cardápio também segue a linha acolhedora e traz beliscos, como os bastões de nhoque frito com fatias de mortadela (massa de pão e banha de porco típica da região Emilia-Romagna; R$ 22,00) e o arancino (R$ 16,00, quatro unidades), com recheio de mussarela e molho de tomate. De sabor intenso, o espaguete à carbonara faz uma boa combinação de pancetta e ovo caipira que fica naturalmente cremoso apenas pela adição de água e queijo pecorino (R$ 53,00). A vitela com osso permanece no forno por mais de quatro horas e vai à mesa junto de polenta taragna com cogumelos (R$ 65,00). Servido num pote de vidro, o tiramisu custa R$ 22,00. (Preços checados em setembro/outubro de 2015.)

      Arnaldo Lorençato e Helena Galante

    Comentários
    Deixe um comentário

    Olá, ( log out )

    * A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

    Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

    Logotipo do WordPress.com

    Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

    Imagem do Twitter

    Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

    Foto do Facebook

    Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

    Foto do Google+

    Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

    Conectando a %s

    1. Achamos o local super lindo e charmoso. A comida é muito boa. Único problema que experimentamos: o lugar é pequeno, a espera é enorme. E, apesar de declararem que respeitam a lei de atendimento preferencial a gestantes, na prática não respeitam. Super grávida que estou, esperei a mesma quantidade de tempo que um consumidor sem direito a atendimento preferencial espera ( superior a 1h de espera para o almoço de sábado): isso por que criam 2 listas de espera (uma do “atendimento preferencial”e outra lista comum e a minha impressão é que vão intercalando atendimentos).