Por dentro do estúdio do Música em Família

Projeto está instalado em um sobrado no bairro do Belenzinho, na Zona Leste

O Música em Família está instalado em um sobrado no Belenzinho, na Zona Leste. Ao entrar na casa, os sorridentes funcionários (dez, ao todo) recebem os convidados como se estivessem em uma festa familiar. É este mesmo o espírito do grupo, como diz o nome. O local foi a residência dos Bologna por 33 anos até 2006, quando cedeu espaço para o estúdio.

Da cozinha, vem um cheirinho de café recém-passado e há sempre bolo caseiro para acompanhar. No andar de cima, foi montado um quarto para Estelinha, de 3 anos, filha dos criadores do projeto Paula Santisteban, 36 anos, e Eduardo Bologna, 40 anos.

+ Projeto Música em Família aproxima pais e filhos dentro da escola

O casal se conheceu quando Eduardo se candidatou para tocar em um solo da cantora, em 1995. Tempos depois, os ensaios passaram a ser no tal sobrado. “Eu brinco que me apaixonei primeiro pela mãe dele, porque os encontros eram regados a bolos de chocolate e cenoura”, diz Paula. Ela conta que o portão estava sempre aberto para que os amigos pudessem entrar, brincar, estudar ou simplesmente papear.

Há 41 anos, era apenas uma construção com um pomar no quintal. Victorio Osório Bologna, avô de Eduardo, construiu uma ampla e confortável casa no local para a família. A próxima grande reforma viria em 2004, quando a residência dos Bologna foi transformada no Música em Família. “Fizemos muitas canções ouvindo os pássaros do quintal e tomando café na cozinha com azulejos de flores vermelhas dos anos 70”, descreve Paula.

Além de muito trabalho, o espaço é sempre palco de comemorações. Há festa junina todos os anos e bolo nos aniversários. “Antes dos shows, fazemos uma bela macarronada com molho de tomate. Isso inspira e traz bons ares para o projeto.” Todos os funcionários são amigos de Paula e Eduardo. “Somos muito felizes por aqui. Portanto, somos bem seletivos com quem trabalha com a gente.” Quer saber qual é a rigorosa seleção? É simples. Basta gostar de música, pizza e ter bom astral.

Herança musical

A mãe de Bologna, Clarissa, de 77 anos, foi professora de piano e parou de trabalhar para cuidar dos filhos. Eles cresceram em um ambiente cheio de referências musicais. Tanto que aos 22 anos, Eduardo se mudou para os Estados Unidos para estudar guitarra na Musicians Institute, em Hollywood. Por lá, ficou durante um ano e meio. Em 2007, ganhou o Grammy Latino com o disco Acústico MTV – Lobão. No álbum, ele tocou vários instrumentos de corda, como bandolim, dobro, banjo, violão de sete cordas e violão barítono.

+ Cidade das Crianças: um blog de pais para pais

A história de Paula não é muito diferente: sua família também é formada por músicos. O pai, Rubens, de 69 anos, manteve uma escola de música por cerca de 15 anos. O primo, Sílvio Santisteban, é um violinista clássico reconhecido, que chegou a tocar com Elis Regina e Elizeth Cardoso. O bisavô Juan Santisteban foi, entretanto, o precursor de tudo. Fundador do primeiro teatro da cidade de Sorocaba, no interior do estado, todo Natal dava aos sete filhos instrumentos musicais ao invés de brinquedos.

Comentários
Deixe uma resposta

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s