SET: importada e para poucos

Só quem é indicado pelos membros ou reserva uma das caras mesas do local pode entrar na balada

Desde dezembro, a SET engrossa a lista de filiais de clubes gringos na cidade. Vinda de Miami, tem onze sócios, entre eles o empresário Marcos Buaiz (da Royal) e o fotógrafo André Schiliró. O clube segue o estilo exclusivista: só os indicados pelos membros entram pagando o ingresso individual (R$ 100,00 para as mulheres e R$ 200,00 para os homens). Quem não tem a carteirinha pode aproveitar o ambiente após reservar uma das mesas disponíveis — R$ 2.000,00 a R$ 5.000,00, de oito a dez pessoas.

+ Saiba quais são as baladas que ocorrem na cidade

+ Aplicativos úteis para baladeiros

+ Manual Antiressaca: um guia para não passar mal depois da balada

No ambiente, além da bela iluminação de LEDs projetada pelo fera Lonardi Dona, o diferencial é uma parede superior coberta de folhas. Música eletrônica, principalmente house, ganha força por meio do sistema de som de alto padrão Funktion One. Em pouco tempo de atividade, a casa já recebeu visitantes ilustres, como o ator americano Ashton Kutcher.

Comentários
Deixe uma resposta

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s