Artistas nacionais celebram os cinquenta anos dos Rolling Stones

Série de espetáculos no Sesc Consolação terá participação de bandas como Cachorro Grande e Tutti Frutti

Muitos foram os rumores de que, em 2012, os Rolling Stones comemorariam os cinquenta anos de carreira com uma turnê mundial. A celebração, no entanto, ainda não saiu do papel e deve ser jogada para 2013. Por aqui, a efeméride deu origem ao projeto The Rolling Stones: 50 Anos em 5 Encontros, do Sesc Consolação, no qual artistas brasileiros interpretam músicas de cada uma das décadas do grupo inglês — hoje formado por Mick Jagger (voz), Keith Richards (guitarra), Ron Wood (guitarra) e Charlie Watts (bateria). Além de tocarem um álbum na íntegra, os convidados pinçam outras canções daquele período.

+ Quiz: saiba que tipo de roqueiro você é

+ Rock das antigas invade os palcos da cidade

Antes de investir em composições autorais, o quinteto gaúcho Cachorro Grande explorava o repertório de Beatles, Rolling Stones e The Who. Formado por Beto Bruno (voz), Marcelo Gross (guitarra), Rodolfo Krieger (baixo), Pedro Pelotas (teclados) e Gabriel Azambuja (bateria), o conjunto dá início à série na quarta (4), quando reproduz “Let it Bleed”. O disco de 1969 lista, além da faixa-título e de “Gimme Shelter”, o hino “You Can’t Always Get What You Want”, capaz de fazer chorar alguns quarentões. Críticos e fãs costumam apontar “Exile on Main St.” (1972) como a obra-prima dos Stones. Outro clássico dos cinquentenários, porém, foi escolhido para representar os anos 70. Trata-de de “Sticky Fingers”, de 1971. Liderada pelo guitarrista Luiz Carlini, autor do solo de “Ovelha Negra” — um dos mais conhecidos da música brasileira —, a banda Tutti Frutti tem a missão de executar os sucessos deste trabalho.

+ Leia o blog de Carol Pascoal

Na quinta (5), Carlini encarna Keith Richards para mostrar “I Got the Blues”, “Brown Sugar” e “Wild Horses”. Completam a programação do evento o cantor Kid Vinil, no dia 10, e as bandas Forgotten Boys, dia 11, e Seychelles, dia 12. Eles apresentam, respectivamente, “Tattoo You” (1981), “Voodoo Lounge” (1994) e “A Bigger Bang” (2005).

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s