ONG Hatzala atende gratuitamente pedidos de socorro em São Paulo

Os integrantes não são médicos, por isso atuam basicamente na remoção dos pacientes

Hatzala, em hebraico, significa “salvar alguém”. Há sete meses em São Paulo, a ONG americana de mesmo nome realizou cerca de 280 atendimentos gratuitos de socorro nos bairros de Higienópolis, Jardins e Bom Retiro.
Após a fase de testes, que deve durar até o fim do ano, a região de atuação será ampliada. O grupo não tem posto fixo e trabalha apenas com voluntários — que encaram cursos de primeiros socorros e treinamentos semanais —, todos eles pertencentes à comunidade judaica.
+ Atendimento do SAMU de São Paulo ganha prêmio de qualidade
+ Jatene: um sobrenome a serviço da medicina
“Não somos médicos, temos outras profissões”, diz o presidente da entidade no Brasil, Steven Kahn. Por isso, o trabalho é basicamente de remoção. No quadro abaixo, compare os dados do Hatzala com os do Samu no município:
Samu
Atendimentos por mês — 36.000
Funcionários — 2.503
Ambulâncias — 125
Hatzala Brasil
Atendimentos por mês — 40
Funcionários — 55
Ambulâncias — 2

Comentários
Deixe uma resposta

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s