João Armentano: na toca do rato

O pedido do arquiteto foi atendido, ele recebeu o menor cômodo para decorar

O arquiteto João Armentano impôs uma condição à organização da Casa Cor, que começa no dia 25 no Jockey Club: só participaria do evento se lhe dessem o menor ambiente para decorar. Pedido feito, pedido aceito. Ele recebeu um cômodo de 28 metros quadrados, onde criou o porão de um rato. “Meu bichano tem sala de ginástica, cozinha equipada, escritório…” Todo o mobiliário, evidentemente, foi concebido em escala de rato — os objetos têm altura média de 20 centímetros. “Os visitantes terão de se agachar para ver tudo com precisão”, conta ele, que mandou fazer um alarme de emergência antigato. Armentano afirma ter investido preço de “banana-nanica” no projeto: 3 000 reais.

Comentários
Deixe uma resposta

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s