A linha do tempo de Cyro del Nero

Cenógrafo morto no último dia 31 fez projeto do próprio museu com linha do tempo que mostra sua carreira

O cenógrafo paulistano Cyro del Nero morreu no sábado (31), aos 78 anos, mas sua obra ainda pode ser vista na cidade. No próximo dia 27 estreia a peça ‘39 Degraus’, que conta com sua direção cenográfica. Ele deixou pronto um livro acerca da influência da religião no teatro — além de outro inacabado sobre mitologia grega para crianças. Fez também o projeto do próprio museu, com direito a linha do tempo com suas seis décadas de carreira. “Ele estava acertando os últimos detalhes”, afirma a mulher, Denise Pollini. “Já tinha produzido até o carimbo para marcar os livros que ele levaria de casa para o acervo.”

Comentários
Deixe uma resposta

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s