Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Ângelo Perugini, prefeito de Hortolândia, morre de Covid-19 aos 65 anos

Político estava internado há dois meses na capital; pela manhã, nota informava que ele havia sofrido um agravamento no quadro de saúde

Por Redação VEJA São Paulo 1 abr 2021, 13h00

Ângelo Perugini (PSD), prefeito de Hortolândia, no interior de São Paulo, morreu nesta quinta-feira (1º) em decorrência da Covid-19 aos 65 anos. A informação foi confirmada pela prefeitura da cidade. 

O político estava internado na UTI de um hospital na capital paulista há cerca de dois meses. De acordo com nota da prefeitura de Hotolândia, antes do óbito Perugini teve um “significativo agravamento” no quadro de saúde hoje pela manhã e “algumas das funções cerebrais podem ter sido afetadas”. Ainda de acordo com a nota, vários exames estavam sendo realizados para saber o real impacto na recuperação. 

Pelas redes sociais, o governador João Doria (PSDB) lamentou a morte. “Lamento profundamente a morte de Ângelo Perugini, mais uma vítima da COVID-19. Prefeito de Hortolândia por quatro mandatos, honrou o cargo que ocupou e foi exemplo de dedicação à população. Sua colaboração para a emancipação do município e desenvolvimento da região é um legado muito importante. À família e amigos, meus sinceros pêsames”, disse.

  •  

    Continua após a publicidade
    Publicidade