Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Prefeitura fala sobre estado de saúde de 1º paciente com variante delta

O homem de 45 anos tem situação monitorada pela UBS da região onde mora

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 6 jul 2021, 17h45 - Publicado em 6 jul 2021, 17h44

O paciente apontado pela Secretaria Municipal da Saúde (SMS), na noite de segunda-feira (5), como o primeiro caso da variante delta de Covid-19 na cidade de São Paulo está com sintomas leves e isolado em casa, segundo boletim divulgado pela pasta nesta terça (6).

A capital registrou o primeiro caso da variante delta, originária da Índia, nesta segunda-feira (5), em um homem de 45 anos que está sendo monitorado pela Unidade Básica de Saúde (UBS) da região em que mora.

Segundo a SMS, além do homem, outras três pessoas de sua família (mulher, enteado e filho) estão sendo acompanhadas pelas equipes de saúde porque os três “também apresentaram sintomas na mesma época”.

A pasta afirma ainda que o homem disse às equipes de saúde que trabalha em casa, não viajou nem teve contato com viajantes. No entanto, ele mora com mais três pessoas, que tiveram contato com terceiros. A SMS assegurou que “os contactantes estão sendo investigados”.

A secretaria de Saúde finalizou o comunicado dizendo que, apesar de também estarem com sintomas de Covid, os familiares do homem ainda não foram contabilizados como casos confirmados da variante. “A gestão municipal enviará as amostras dos três familiares para o Instituto Butantan”, diz a pasta.

A variante delta foi identificada pela primeira vez no estado de São Paulo há cerca de um mês, em um passageiro de Campos de Goytacazes de 32 anos que desembarcou no Aeroporto Internacional de Guarulhos no final de maio, e já é responsável por pelo menos duas mortes no país.

+Assine a Vejinha a partir de 8,90.

Continua após a publicidade

Publicidade