Numero (Desde 2010)

Tipos de Bares: Bares variados
VejaSP
starsstarsstarsstarsstars
Endereço: Rua da Consolação, 3585 - Jardim Paulista - São Paulo - SP ver no mapa
Telefone: (11) 30613995
Horário:
segunda-feira
Fechado
terça-feira
Fechado
quarta-feira
20:00 - Último cliente
quinta-feira
20:00 - Último cliente
sexta-feira
20:00 - Último cliente
sábado
20:00 - Último cliente
domingo
Fechado
monetization_on

Faixa de preço

De R$106,00 a R$175,00

payment

Formas de pagamento

Cartões de crédito: Visa, Mastercard, Diners e American Express
Cartões de débito: Visa Electron, Rede Shop e Maestro

check_circle

Informações adicionais

Consumação mí­nima (R$ 250,00) (1), Estacionamento/Valet (R$ 25,00), Acesso para deficientes, Lugares/Capacidade total (120)

(1)R$ 100,00 a R$ 250,00

Resenha por Saulo Yassuda

Confortáveis sofás de couro e iluminação amena dão o tom ao comprido salão projetado por Isay Weinfeld. Casais e  rupos de idades variadas surgem durante a semana para bebericar. Na sexta e no sábado, o clima é mais de agito. Pagam-se entre R$ 80,00 e R$ 150,00 de consumação mínima. Sempre a postos no comando da equipe, o bartender
Derivan de Souza, um dos mais experientes da cidade, manda ótimos drinques. Adocicado sem perder o equilíbrio, o grape martíni mescla vodca, uva niágara e licor Curaçau Fino (R$ 39,00). Outra atração etílica é o ótimo bobby burns revisitado, de uísque Glenmorangie The Original 10 anos, vermute da casa e licor Bénédictine. O que assusta é o preço: R$ 66,00. Para petiscar, vá de mini-hambúrguer no pão com tomate confitado (R$ 52,00, quatro unidades).

Preços checados em setembro de 2017.

    Comer e beber

    • 2017 - Participante

      para agitar Comer & Beber .

      Confortáveis sofás de couro e iluminação amena dão o tom ao comprido salão projetado por Isay Weinfeld. Casais e  rupos de idades variadas surgem durante a semana para bebericar. Na sexta e no sábado, o clima é mais de agito. Pagam-se entre R$ 80,00 e R$ 150,00 de consumação mínima. Sempre a postos no comando da equipe, o bartender Derivan de Souza, um dos mais experientes da cidade, manda ótimos drinques. Adocicado sem perder o equilíbrio, o grape martíni mescla vodca, uva niágara e licor Curaçau Fino (R$ 39,00). Outra atração etílica é o ótimo bobby burns revisitado, de uísque Glenmorangie The Original 10 anos, vermute da casa e licor Bénédictine. O que assusta é o preço: R$ 66,00. Para petiscar, vá de mini-hambúrguer no pão com tomate confitado (R$ 52,00, quatro unidades). (Preços checados em setembro de 2017).

      Fábio Galib e Saulo Yassuda

    • 2016 - Participante

      Bares para agitar Comer & Beber .

      Queridinho da moçada endinheirada, o bar tem ares de exclusividade. Não à toa: é preciso estar disposto a desembolsar R$ 250,00 de consumação mínima em algumas noites para refestelar-se nos confortáveis sofás de couro de seu salão. O barman Derivan de Souza deixa todo mundo ainda mais à vontade com drinques clássicos benfeitos, como o negroni e o apple martini (R$ 37,00 cada um). Recentemente, a coxinha (R$ 34,00), clássico local, ganhou uma igualmente deliciosa versão de pato (R$ 45,00), que vem acompanhada de molho agridoce levemente apimentado. (Preços checados em setembro/outubro de 2016.)

      Fábio Galib e Saulo Yassuda

    • 2015 - Participante

      Bares para agitar Comer & Beber .

      Para ingressar no bar, é necessário atravessar uma espécie de passarela ladeada de espelhos até chegar à hostess. Recomenda- se fazer reserva antes de aparecer e ficar de olho na consumação mínima cobrada em alguns dias da semana (R$ 100,00 a R$ 250,00). Trata-se de um endereço exclusivo, frequentado por playboys e moças com pinta de modelo, sem medo de alcançar o limite do cartão de crédito. A equipe comandada pelo experiente barman Derivan de Souza expede do balcão martínis como o frutado spacy (R$ 39,00), de vodca, pepino e xaropes de melão e de acerola, enfeitado com alecrim. Embora o ambiente seja cheio de classe, é um petiscos dos mais singelos que domina os pedidos: as ótimas coxinhas (R$ 32,00 a porção). Já as recentes inclusões não agradam tanto. O mini-hambúrguer de caranguejo (R$ 39,00, quatro unidades), fininho e mole, vem em um pão de tamanho desproporcional junto de salada — a saborosa maionese apimentada que acompanha a pedida deixa o acepipe menos sem graça. As derrapadas da cozinha contribuíram para a queda de uma estrela na nota do estabelecimento, assim como o serviço, que, apesar de gentil, costuma ser desinformado. (Preços checados em setembro/outubro de 2015).

      Saulo Yassuda

    • 2014 - Participante

      Bares para agitar Comer & Beber .

      Confortáveis poltronas de couro, paredes revestidas de veludo e iluminação milimetricamente estudada compõem a impecável decoração do endereço, frequentado por parte do jet set paulistano. Rapazes em camisas impecáveis e mocinhas de salto finíssimo e batom vermelho dão pinta no lugar, que ganha atmosfera de balada nos fins de semana, sobretudo nas noites em que a pequena pista do subsolo é aberta. Atrás do balcão, o experiente barman Derivan de Souza comanda a equipe, que prepara drinques benfeitos. Forte e saboroso, o classic leblon (R$ 39,00) leva cachaça envelhecida, vermute tinto e licor de laranja. Chega no copo baixo com uma bola de gelo, que derrete lentamente. Servido em caneca de cobre, o ginger elyx (mesmo preço) mistura vodca, limão e cerveja mais xarope e espuma de gengibre. É fresquinho, fresquinho. Da cozinha, a deliciosa porção de coxinhas (R$ 30,00) se revela um hit no local. Mas vale pedir a seleção de canapés de ovo de codorna, de gema ainda mole, lambuzados de molho de carne (R$ 32,00, seis unidades). (Preços checados em setembro/outubro de 2014).

      Saulo Yassuda

    • 2013 - Participante

      Bares variados Comer & Beber .

      Pesadas cortinas pretas e o sorriso amarelo de uma hostess nem sempre no melhor dos humores separam o candidato a cliente de um dos mais exclusivos ambientes da cidade. Projetado por Isay Weinfeld, o bar tem arquitetura longilínea, teto baixo e um salão no formato de um vagão que acaba em um bonito jardim de inverno que sobe do subsolo. No comando das coqueteleiras, o festejado Derivan de Souza prepara drinques sofsticados para embalar e incendiar o jet set paulistano. Meninas com maquiagem pesada, vestidinhos curtos, pernocas à mostra e salto alto, muitas delas modelos, atraem playboys e endinheirados de todos os cantos. Um cardápio vasto lista de petiscos a pratos substanciosos, mas quem faz sucesso mesmo são as pequeninas coxinhas de galinha (R$ 29,00, seis unidades). Para beber, peça uma das maravilhas da carta, o elyx (R$ 38,00), com vodca, vermute, raiz-forte e licor de lichia. Além do DJ que embala a noite, uma pequena pista no subsolo completa a festa em algumas noites em que ela é aberta. (Preços checados em setembro/outubro de 2013).

      Luiz Henrique Ligabue e Marcelo Cobra

    • 2012 - Indicado

      Bares barman do ano Comer & Beber .

      Criado por uma turma de bacanas que inclui os empresários Marcos Campos e Marcos Maria e a promoter Fernanda Barbosa, firmou-se como um QG exclusivista da high society paulistana. Para garantir a entrada, é necessário fazer reserva e pagar altos valores de consumação mínima. Assinada pelo arquiteto Isay Weinfeld, a ambientação esbanja elegância. Combina espelhos, paredes de veludo cotelê e sofás de couro marrom, alinhados num salão de 61 metros de extensão e com vista para um jardim de inverno. Destaca-se também a animada trilha tocada via MP3, na qual pode aparecer Rolling Stones, Lana Del Rey, Talking Heads, David Guetta e até Seu Jorge. O forte do cardápio são os coquetéis, elaborados com maestria pelo mestre Derivan Ferreira de Souza. Apesar do nome, o hendrick’s violet martini é servido no copo bola (baixo), com uma esfera maciça de gelo dentro. Sua composição traz gim inglês Hendrick’s, xarope de violeta, açúcar de baunilha e espumante brut. Ainda melhor, com paladar cheio de nuances, o remy horse’s neck combina conhaque Rémy Martin, angostura, xarope de gengibre, club soda, cereja e uma aspiral de casca de limão-siciliano. No piso inferior, há uma pistinha de dança que funciona às sextas-feiras.

      Veja SP

    • 2011 - Indicado

      Bares Comer & Beber .

      Aberto pelos empresários Marcos Campos e Marcos Maria e pela relações públicas Fernanda Barbosa, trata-se do mais exclusivo bar da cidade. Exige reserva para entrar e cobra altos valores de consumação mínima. Pelo classudo ambiente (com 5 metros de largura e 61 de profundidade) desfila a nata da high society paulistana. O cenário à meia-luz, assinado pelo arquiteto Isay Weinfeld, combina paredes revestidas de veludo cotelê, sofás e poltronas de couro e, nos fundos, um jardim protegido por uma parede de vidro. Em volume moderado, a trilha sonora pode trazer, por exemplo, Beatles, Strokes, U2 e Felix Da Housecat. Os drinques são preparados por Derivan Ferreira de Souza, um dos grandes barmen da cidade. Prove sua releitura do mojito, feita com rum, hortelã, morango e água com gás Perrier. No subsolo, há uma pista de dança, onde rolam festinhas fechadas.

      Veja SP

    • 2010 - Indicado

      Bares barman do ano Comer & Beber .

      Inaugurada em maio por conhecidos empresários da noite, como Marcos Campos e Marcos Maria (sócios do clube Disco), e a relações-públicas Fernanda Barbosa, já virou um cobiçado endereço da alta-roda paulistana. Chique e exclusivista, exige reserva para entrar e cobra altos valores de consumação mínima. O salão, projetado pelo arquiteto Isay Weinfeld, tem paredes revestidas de veludo cotelê e acomodação em sofás e poltronas de couro marrom. Lá dentro, o clima mostra-se bastante reservado. Ninguém é atendido em pé e raramente há interação entre as mesas. Foi contratado um craque das coqueteleiras para comandar os trabalhos, o barman Derivan Ferreira de Souza. Criação sua, o drinque da casa é uma suave combinação de saquê, tangerina, suco de cranberry e Cointreau em taça de martíni. Prove também o mojito (rum, hortelã, suco de limão, açúcar e água com gás).

      Veja SP

    • 2010 - Indicado

      Bares bar revelação Comer & Beber .

      Inaugurada em maio por conhecidos empresários da noite, como Marcos Campos e Marcos Maria (sócios do clube Disco), e a relações-públicas Fernanda Barbosa, já virou um cobiçado endereço da alta-roda paulistana. Chique e exclusivista, exige reserva para entrar e cobra altos valores de consumação mínima. O salão, projetado pelo arquiteto Isay Weinfeld, tem paredes revestidas de veludo cotelê e acomodação em sofás e poltronas de couro marrom. Lá dentro, o clima mostra-se bastante reservado. Ninguém é atendido em pé e raramente há interação entre as mesas. Foi contratado um craque das coqueteleiras para comandar os trabalhos, o barman Derivan Ferreira de Souza. Criação sua, o drinque da casa é uma suave combinação de saquê, tangerina, suco de cranberry e Cointreau em taça de martíni. Prove também o mojito (rum, hortelã, suco de limão, açúcar e água com gás).

      Veja SP

    Comentários
    Deixe um comentário

    Olá,

    * A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

    Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

    Logotipo do WordPress.com

    Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

    Foto do Google

    Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

    Imagem do Twitter

    Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

    Foto do Facebook

    Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

    Conectando a %s