Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Moka Clube

(Desde 2020)

Tipos de Comidinhas: Cafés

VejaSP:

Endereço: Rua Doutor Virgílio de Carvalho Pinto, 171 - Pinheiros - São Paulo - SP ver no mapa

Telefone: (11) 27685005

Horário:

segunda-feira 10:00 - 18:00

terça-feira 10:00 - 18:00

quarta-feira 10:00 - 18:00

quinta-feira 10:00 - 18:00

sexta-feira 10:00 - 18:00

sábado 10:00 - 18:00

domingo - Fechado

Informações adicionais: Acesso para deficientes

Resenha por Saulo Yassuda

Duas garrafas térmicas são dispostas estrategicamente em frente à Moka Clube, com uma inscrição numa plaquinha que diz: “Prova aí, é grátis”. Essa gentileza tem rendido frutos — ou clientes — à casa, que não é uma cafeteria (como pode parecer a alguns passantes), mas uma loja de cafés especiais que, desde dezembro, ocupa o imóvel no qual funcionou a importadora Mr. Man. Pelas prateleiras, são expostas dezoito opções de grãos (às vezes mais, às vezes menos), cultivados sobretudo em Minas Gerais, São Paulo e Paraná, torrados em Curitiba — sede da matriz da loja — e enviados ao espaço paulistano, onde podem ser moídos na hora, a pedido do freguês. O chamado bala de caramelo (R$ 38,00, 250 gramas) é uma variedade de catuaí amarelo plantada no Cerrado Mineiro, sem tanta acidez. É indicado por um dos sabidos atendentes para quem está acostumado com o pó vendido em supermercado e quer dar um passo adiante. De Franca (SP), vem o café catucaí-açu da família Minamihara, cultivado com o método biodinâmico — o preço é quase de iguaria: R$ 90,00 por 250 gramas. Há, ainda, interessantes versões do grão tupi, da Alta Mogiana, que maturam uma temporada em barris de carvalho pelos quais já estagiaram bebidas. Ganham certa complexidade e uma nota muito discreta de uísque, no caso do Bourbon Whiskey Barrel Aged (R$ 45,00, 150 gramas), ou de vinho, no Shiraz Barrel Aged (mesmo preço). No estabelecimento, também são comercializados acessórios relacionados ao café, entre eles o espumador manual Pressca (R$ 55,00) e os copos feitos em parceria com a paranaense En Torno Cerâmica (a partir de R$ 69,00).

Informações checadas em fevereiro de 2021.

    Duas garrafas térmicas são dispostas estrategicamente em frente à Moka Clube, com uma inscrição numa plaquinha que diz: “Prova aí, é grátis”. Essa gentileza tem rendido frutos — ou clientes — à casa, que não é uma cafeteria (como pode parecer a alguns passantes), mas uma loja de cafés especiais que, desde dezembro, ocupa o imóvel no qual funcionou a importadora Mr. Man. Pelas prateleiras, são expostas dezoito opções de grãos (às vezes mais, às vezes menos), cultivados sobretudo em Minas Gerais, São Paulo e Paraná, torrados em Curitiba — sede da matriz da loja — e enviados ao espaço paulistano, onde podem ser moídos na hora, a pedido do freguês. O chamado bala de caramelo (R$ 38,00, 250 gramas) é uma variedade de catuaí amarelo plantada no Cerrado Mineiro, sem tanta acidez. É indicado por um dos sabidos atendentes para quem está acostumado com o pó vendido em supermercado e quer dar um passo adiante. De Franca (SP), vem o café catucaí-açu da família Minamihara, cultivado com o método biodinâmico — o preço é quase de iguaria: R$ 90,00 por 250 gramas. Há, ainda, interessantes versões do grão tupi, da Alta Mogiana, que maturam uma temporada em barris de carvalho pelos quais já estagiaram bebidas. Ganham certa complexidade e uma nota muito discreta de uísque, no caso do Bourbon Whiskey Barrel Aged (R$ 45,00, 150 gramas), ou de vinho, no Shiraz Barrel Aged (mesmo preço). No estabelecimento, também são comercializados acessórios relacionados ao café, entre eles o espumador manual Pressca (R$ 55,00) e os copos feitos em parceria com a paranaense En Torno Cerâmica (a partir de R$ 69,00).

    Informações checadas em fevereiro de 2021.