Enoteca Decanter

Tipos de Bares: Vinhos
VejaSP
starsstarsstarsstarsstars
Endereço: Rua Joaquim Floriano, 838 - Itaim Bibi - São Paulo - SP ver no mapa
Telefone: (11) 37022020
Horário:
segunda-feira
10:00 - 22:00
terça-feira
10:00 - 22:00
quarta-feira
10:00 - 22:00
quinta-feira
10:00 - 22:00
sexta-feira
10:00 - 22:00
sábado
10:00 - 16:00
domingo
Fechado
check_circle

Informações adicionais

Acesso para deficientes, Lugares/Capacidade total (25)

Resenha por Saulo Yassuda e Gabrielli Menezes

Uma das maiores importadoras de vinho do país, a Decanter mantém na capital este wine bar acoplado à loja. Depois de passar pelas prateleiras, que agrupam cerca de 1 200 rótulos, encontram-se algumas mesinhas e um balcão coletivo. A carta, mutante, lista boas opções, também disponíveis em taça. O italiano Medici Ermete Lambrusco Reggiano Concerto (R$ 35,50 a taça; R$ 141,90 a garrafa) é um bom tinto frisante e seco. Do Uruguai, o Bouza Chardonnay (R$ 38,00 a taça; R$ 151,80 a garrafa), de textura quase untuosa, tem passagem por barricas novas de carvalho francês. Faz boa companhia à brandade de bacalhau (R$ 35,00), que ficaria ainda melhor com um toque a mais de sal.

Informações checadas entre agosto e outubro de 2019.

    Comer e beber

    • 2019 - Participante

      Bares - Wine Bars Comer & Beber .

      Uma das maiores importadoras de vinho do país, a Decanter mantém na capital este wine bar acoplado à loja. Depois de passar pelas prateleiras, que agrupam cerca de 1 200 rótulos, encontram-se algumas mesinhas e um balcão coletivo. A carta, mutante, lista boas opções, também disponíveis em taça. O italiano Medici Ermete Lambrusco Reggiano Concerto (R$ 35,50 a taça; R$ 141,90 a garrafa) é um bom tinto frisante e seco. Do Uruguai, o Bouza Chardonnay (R$ 38,00 a taça; R$ 151,80 a garrafa), de textura quase untuosa, tem passagem por barricas novas de carvalho francês. Faz boa companhia à brandade de bacalhau (R$ 35,00), que ficaria ainda melhor com um toque a mais de sal.

      Saulo Yassuda e Gabrielli Menezes

    • 2018 - Participante

      Wine bars Comer & Beber .

      Com pé-direito alto e um lustre repleto de taças de vinho, a loja da importadora catarinense guarda nos fundos este wine bar. A sommelière venezuelana Barbarita Cancegliero é responsável há dez anos pelo atendimento. Simpática, ela dá detalhes sobre os vinhos da carta — muitos deles com opções em taça — ou ajuda o cliente a encontrar uma garrafa nas prateleiras. Para abrir os trabalhos, o espumante Ferarri Brut é produzido na região de Trento, na Itália (R$ 51,10 a taça e R$ 228,83 a garrafa). Os fãs de tintos espanhóis podem ficar com o Amaren Crianza, um blend de tempranillo e graciano (R$ 33,39 a taça e R$ 199,00 a garrafa). (Informações checadas entre julho e setembro de 2018).

      Saulo Yassuda e Gabrielli Menezes

    • 2017 - Participante

      wine bars Comer & Beber .

      Dentro de um prédio comercial do Itaim Bibi fica uma boa loja de vinhos que divide o espaço com o wine bar. Ótimo para bebericar rótulos em taça, o espaço sugere pedidas como o tinto Pio Cesare Nebbiolo Langhe 2014 (R$ 72,60), um pequeno investimento. O endereço ganha pontos pelo atendimento eficiente. (Preços checados em setembro de 2017).

      Fábio Galib e Saulo Yassuda

    • 2013 - Participante

      Vinhos Comer & Beber .

      Desde 2008, a importadora catarinense mantém uma grandiosa loja no Itaim Bibi com iluminação suave, pé-direito alto e um bonito lustre composto de taças de vinho. Lá, é possível encontrar 1 600 rótulos trazidos de dezoito países, que integram um dos mais importantes catálogos do país. Nos fundos há ainda um aprazível wine bar premiado como o melhor de sua categoria na última edição do especial “Comer & Beber” de VEJA SÃO PAULO, com serviço conduzido pela simpática sommelière venezuelana Barbarita Cacegliero. Chama atenção no catálogo o francês Montus La Tyre 2001 (R$ 735,00), produzido por Alain Brumont, um varietal de tannat produzido na região de Madiran com estimativa de guarda de mais de vinte anos. Também para impressionar, há o tinto toscano Montevertine Le Pergole Torte 2009 (R$ 650,90), 100% sangiovese, cotado com 96 pontos pelo crítico Robert Parker. Há ainda boas opções abaixo dos R$ 100,00, caso do alemão Riesling QbA 2009 (R$ 98,50), da vinícola Grans-Fassian, além do Amalaya Gran Corte 2011 (R$ 78,40), tinto elaborado em Salta, na Argentina, e o Carmenère Gran Reserva Legado 2011 (R$ 83,70), da produtora chilena De Martino. (Preços checados em setembro/outubro de 2013).

      Marcelo Cobra

    • 2013 - Indicado

      Bares wine bar Comer & Beber .

      Desde 2008, a importadora catarinense mantém uma grandiosa loja no Itaim Bibi com iluminação suave, pé-direito alto e um bonito lustre composto de taças de vinho. Lá, é possível encontrar 1 600 rótulos trazidos de dezoito países, que integram um dos mais importantes catálogos do país. Nos fundos há ainda um aprazível wine bar premiado como o melhor de sua categoria na última edição do especial “Comer & Beber” de VEJA SÃO PAULO, com serviço conduzido pela simpática sommelière venezuelana Barbarita Cacegliero. Chama atenção no catálogo o francês Montus La Tyre 2001 (R$ 735,00), produzido por Alain Brumont, um varietal de tannat produzido na região de Madiran com estimativa de guarda de mais de vinte anos. Também para impressionar, há o tinto toscano Montevertine Le Pergole Torte 2009 (R$ 650,90), 100% sangiovese, cotado com 96 pontos pelo crítico Robert Parker. Há ainda boas opções abaixo dos R$ 100,00, caso do alemão Riesling QbA 2009 (R$ 98,50), da vinícola Grans-Fassian, além do Amalaya Gran Corte 2011 (R$ 78,40), tinto elaborado em Salta, na Argentina, e o Carmenère Gran Reserva Legado 2011 (R$ 83,70), da produtora chilena De Martino. (Preços checados em setembro/outubro de 2013).

      Marcelo Cobra

    • 2012 - Vencedor

      Vinhos wine bar Comer & Beber .

      Criada quinze anos atrás em Blumenau pelo ex-executivo do ramo têxtil Adolar Hermann, a importadora Decanter só ganhou uma loja em São Paulo em 2008. Desde o início, a parte dos fundos do grandioso ponto de vendas abriga um charmoso wine bar, eleito o melhor desta categoria que estreia no “Comer & Beber”. Em seu espaço para 26 pessoas, podem ser apreciados 52 rótulos. Há cinco espumantes, seis brancos, trinta tintos e quatro rosés, além de três fortificados e quatro de sobremesa. O serviço é feito com amabilidade pela sommelière venezuelana Barbarita Cacegliero, que sugere taças de tintos como o esloveno Ribolla Simcic. Há um trio de degustações, uma delas com três exemplares chilenos da uva carmenère, outra com três do produtor italiano Rocca delle Macìe e a última com três italianos de diferentes vinícolas, na companhia de queijos.

      Veja SP

    • 2011 - Participante

      Comidinhas vinhos Comer & Beber .

      Estabelecimento faz parte da edição Comer & Beber 2011/2012

      Veja SP

    • 2010 - Participante

      Comidinhas vinhos Comer & Beber .

      Estabelecimento faz parte da edição Comer & Beber 2010/2011

      Veja SP

    Comentários
    Deixe um comentário

    Olá,

    * A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

    Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

    Logotipo do WordPress.com

    Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

    Foto do Google

    Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

    Imagem do Twitter

    Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

    Foto do Facebook

    Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

    Conectando a %s