Clique e assine por apenas 6,90/mês

A Casa do Porco Bar

(Desde 2015)

Tipos de Bares: Bar-restaurante

VejaSP:

Endereço: Rua Araújo, 124 - Centro - São Paulo - SP ver no mapa

Telefone: (11) 32582578

Horário:

segunda-feira 12:00 - 00:00

terça-feira 12:00 - 00:00

quarta-feira 12:00 - 00:00

quinta-feira 12:00 - 00:00

sexta-feira 12:00 - 00:00

sábado 12:00 - 00:00

domingo 12:00 - 17:00

Informações adicionais: Acesso para deficientes, Lugares/Capacidade total (53), Levar vinhos (permite) (R$ 60,00)

Resenha por Saulo Yassuda e Gabrielli Menezes

Com a abertura, quatro anos atrás, A Casa do Porco Bar trouxe vida nova ao centro. Ao visitar o bar-restaurante, com eternas filas na porta, o público invariavelmente dá um rolê pela região enquanto aguarda uma mesa. Como não há sistema de reserva, é preciso deixar o nome com a recepcionista, e o lugar na fila pode ser consultado via celular. Uma vez no salão, chegou a hora do verdadeiro banquete. Prato bem cotado, o porco sanzé é assado na brasa e traz a carne macia sob a pele craquelada. A parceria fica por conta do úmido tutu de feijão, do tartare de banana com tempero de limão, da farofa de cebola e da saladinha de couve crua. A receita pode ser provada à la carte (R$ 57,00) ou em versão menor dentro do menu degustação de nove etapas (R$ 129,00), um dos mais econômicos da capital. Fazem parte da sequência receitas como o quibe de porco maturado com coalhada, homus de beterraba e salada de tiras de pepino, nabo e rabanete e o torresmo de barriga com goiabada e picles de cebola-roxa, um hit local. O fim de expediente (R$ 29,00), uma mistura de cachaça, xarope de charuto e jerez amontillado, é um drinque para ser tomado de golinho em golinho.

Informações checadas entre agosto e outubro de 2019.

    Com a abertura, quatro anos atrás, A Casa do Porco Bar trouxe vida nova ao centro. Ao visitar o bar-restaurante, com eternas filas na porta, o público invariavelmente dá um rolê pela região enquanto aguarda uma mesa. Como não há sistema de reserva, é preciso deixar o nome com a recepcionista, e o lugar na fila pode ser consultado via celular. Uma vez no salão, chegou a hora do verdadeiro banquete. Prato bem cotado, o porco sanzé é assado na brasa e traz a carne macia sob a pele craquelada. A parceria fica por conta do úmido tutu de feijão, do tartare de banana com tempero de limão, da farofa de cebola e da saladinha de couve crua. A receita pode ser provada à la carte (R$ 57,00) ou em versão menor dentro do menu degustação de nove etapas (R$ 129,00), um dos mais econômicos da capital. Fazem parte da sequência receitas como o quibe de porco maturado com coalhada, homus de beterraba e salada de tiras de pepino, nabo e rabanete e o torresmo de barriga com goiabada e picles de cebola-roxa, um hit local. O fim de expediente (R$ 29,00), uma mistura de cachaça, xarope de charuto e jerez amontillado, é um drinque para ser tomado de golinho em golinho.

    Informações checadas entre agosto e outubro de 2019.