Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Vídeo: Pedro Bial critica duramente Bolsonaro e o chama de “acéfalo” e “delirante”

Na abertura do seu programa, jornalista falou sobre as atitudes do presidente durante a pandemia

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 17 dez 2020, 14h26 - Publicado em 17 dez 2020, 14h11

O jornalista Pedro Bial falou sobre Jair Bolsonaro durante a abertura do seu programa na madrugada desta quinta-feira (17). Antes de começar as entrevistas com dois convidados, que falaram sobre os impactos da pandemia na educação básica brasileira, Bial iniciou o programa na TV Globo com um texto sobre as ações do presidente diante da pandemia.

“Desde o início nosso desgovernante tentou negar a gravidade da crise”, começou no Conversa com Bial. O jornalista não citou diretamente Bolsonaro e o chamou de “o inominado”. “Seguiu inventando remédios falsamente milagrosos. Deu os piores exemplos. Causou aglomeração. Agora se supera, delirante, ao desprezar a única solução, a vacina”, afirmou Bial, sobre uma declaração dada pelo presidente em uma entrevista para José Luiz Datena, na Band, em que o governante afirmou que não tomaria nenhum imunizante contra a Covid-19.

“Como disse o próprio acéfalo que hoje ocupa o Palácio do Planalto, morrer todo mundo vai morrer mesmo. Pior é quem tem a vida pela frente. Aqui no Brasil, em nome da economia, forçou-se a abertura de tudo, de salões a shoppings. O imperativo de reabrir as escolas, último da fila, sequer mencionado”. Confira o vídeo abaixo:

Continua após a publicidade

A fala repercutiu nas redes sociais. “Tome vergonha e respeite o presidente”, escreveu um usuário. “O presidente devia processar esse homem, isso é um absurdo!”. Outros, apoiaram o jornalista. “Concordo! Falou tudo”, disse um rapaz enquanto outra mulher comentou “não mentiu!”.

 

 

 

 

 

 

Continua após a publicidade
Publicidade