Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Tudo bem errar, com Daiane dos Santos

A primeira campeã mundial da ginástica artística brasileira fala da importância de se permitir tentar para aprender

Por Helena Galante Atualizado em 9 abr 2021, 18h46 - Publicado em 12 abr 2021, 00h10

Quem nunca quis acertar tudinho e chegar ao primeiro lugar do pódio? O caminho até lá, porém, é feito de mais erros do que gostaríamos de admitir. Daiane dos Santos, convidada de Helena Galante para o episódio #96 do podcast Jornada da Calma foi a primeira campeã mundial da ginástica artística brasileira. Ainda que a precisão e o rigor no esporte tenham sido essenciais para as suas medalhas, ela credita aos erros grande parte do seu aprendizado. “O ato de aprender vem também com o erro, com o que não dá certo de vez em quando. Errar não é um fracasso. Fracasso é não tentar por medo ou desistir.”

Hoje influenciadora esportiva, Daiane compartilha lições de persistência e autoconhecimento. “Sou ansiosa, precisei manter essa energia. Na ginástica, aprendi a canalizar a ansiedade”, conta. Apaixonada por esporte, Daiane é hoje gestora do projeto social Brasileirinhos, que utiliza o esporte como ferramenta de educação e desenvolvimento de mais bem-estar e saúde de crianças e jovens. “É uma troca. Sempre que a gente pensa no terceiro setor, e sabe da responsabilidade, pensa em dar oportunidade de ensinar. Mas e a oportunidade de aprender?” Nessa via de mão dupla com os alunos, ela fala ainda da sua conexão com Deus e da liberdade de poder mostrar novos lados. “Ser a Daiane dos Santos não é tudo que eu sou, é uma parte da Daiane. Tem também a Dai.”

Publicidade