Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Babá de planta e hotel especializado são opções para seu jardim nas férias

Se ela estiver doente e precisar de um cuidado especializado, pode ficar "internada" em hospital por até três meses, por preços que variam de 10 a 350 reais

Por Alice Padilha Atualizado em 8 jan 2021, 01h02 - Publicado em 8 jan 2021, 06h00

Depois de tantos meses de quarentena, não chega a ser exagero dizer que nossas plantas são parte da família. Nestas férias de início de ano, a recomendação mais acertada ainda é continuar em casa, em companhia de sua pequena selva. Contudo, caso seja inevitável passar um tempo fora, há alguns cuidados e serviços que podem ser contratados para garantir a saúde das amigas fiéis.

O Bonsai Kai, localizado há 25 anos no Jardim Petrópolis, é um deles. Por diárias que variam de 5 a 10 reais, é possível deixar seu bonsai aos cuidados do proprietário Marcio Azevedo, 56. “Diferente de outras plantas, o bonsai precisa de regas diárias, o que inviabiliza qualquer viagem”, explica. No mesmo endereço, ele vende as árvores por preços que variam de 170 a 150 000 reais, a depender da idade da planta. Se bem cuidadas, ele garante que elas podem chegar aos 600 anos.

Plantas de outras espécies podem ser atendidas por uma plant sitter. Sim, uma babá. A florista e paisagista Lígia Rezende, 35, oferece o serviço no Ateliê Aquela Flor. Além da rega, poda e pequenas manutenções, ela também dá orientações para clientes que têm dúvidas sobre os cuidados adequados. A visita custa 65 reais e normalmente pode ocorrer duas vezes por semana, por períodos de até dois meses. “Nos últimos anos, as pessoas criaram vínculos mais fortes com as plantas. Agora elas têm história e até nome!”

Caso a planta esteja doente e precise de um cuidado especializado, vale levá-la ao Hospital das Plantas Paraíso do Ipiranga. Elas podem ficar “internadas” por lá por até três meses, por preços que variam de 10 a 350 reais, a depender do tamanho e da gravidade do problema. “O mais comum são podas erradas, que abrem um caminho para fungos”, explica a proprietária Marisa Carneiro, 74. Por mês, ela faz cerca de 120 atendimentos, o dobro da média anterior à pandemia.

Corredor em hotel de plantas
Hotel cinco-estrelas: bonsais podem fazer check-in na Bonsai Kai Divulgação/Divulgação

CHECKLIST – Cuidados indispensáveis para garantir o jardim vivo depois da viagem

  • A luz solar é importante, mas não é bom deixar a planta que é desacostumada com a incidência debaixo da janela. Suas folhas mais sensíveis podem queimar com a exposição prolongada.
  • Colocar água demais no dia da partida é um erro, já que o excesso pode apodrecer as raízes. O melhor é encher um recipiente de água e conectá-lo ao vaso por fios de barbante. O líquido será absorvido aos poucos pela capilaridade.

+Assine a Vejinha a partir de 5,90.

Publicado em VEJA São Paulo de 13 de janeiro de 2021, edição nº 2720

 

Continua após a publicidade
Publicidade