A estreia infantil de Miguel Marques e Benjamim Garcia no Municipal

As crianças se revezam no papel de Yniold na ópera 'Pelléas et Mélisande', de Claude Debussy

Na ópera Pelléas et Mélisande, de Claude Debussy, que entra em cartaz nesta sexta (12), no Teatro Municipal, Golaud desconfia que sua atual mulher, Mélisande, o esteja traindo. Cego de ciúme, tenta persuadir seu filho, Yniold, do primeiro casamento, a espionar a madrasta. O trecho intenso dura cerca de dez minutos e conta com a participação de dois estreantes: os cantores Miguel Marques, de 12 anos, e Benjamim Garcia, de 11, que se revezam no papel. “É uma responsabilidade bem grande, mas legal”, diz Benjamim.

Na cena, Golaud, interpretado pelo barítono americano Stephen Bronk, brinca com o menino e em seguida o agarra com força pelos braços. “Precisamos treinar bastante o movimento para que o Bronk consiga nos segurar e cantar ao mesmo tempo”, afirma Benjamim, que está na Escola Municipal de Música de São Paulo desde 2016.

Miguel faz parte do Coro Infantil da Osesp também há dois anos. Para participarem da obra, eles passaram por uma audição com o diretor cênico Iacov Hillel. “Nós não temos tradição em formar crianças”, diz Hillel. “Mas os dois estavam dispostos e sabiam a letra em francês.” Eles tiveram aulas de teatro duas vezes por semana durante um mês (esse número dobrou na última semana). Ambos também ganharam um novo corte de cabelo e redobraram os cuidados com a alimentação.

Miguel, de 12 anos, e Benjamim, de 11: sem timidez no palco

Miguel, de 12 anos, e Benjamim, de 11: sem timidez no palco (Alexandre Battibugli/Veja SP)

“Eles chegaram tímidos e alcançaram uma desenvoltura impressionante”, diz Roseane Soares, assistente de direção. A história dos meninos com a música não começou com o canto. Aos 9 anos, Benjamim foi estudar piano. Gostava de ouvir com o pai os discos do Nirvana e do Daft Punk, mas nas aulas focava o universo erudito.

No caso de Miguel, foi um tio percussionista que o inspirou. Depois de passar pelo violão e pelas flautas, ele entrou no coro do Sesc Vila Mariana. “Eu queria aprender mais e fui para a Osesp”, explica. Agora também se dedica ao piano. Apesar da estreia em grande estilo no Municipal, nenhum deles quer bater o martelo sobre o futuro. “Ainda não sei o que eu quero fazer”, diz Miguel. “Gosto de piano, mas estou curtindo cantar”, completa Benjamim.

Teatro Municipal, ☎ 3053-2085. Sexta (12) e dias 17 e 19, 20h; domingo (14) e dia 21, 18h. R$ 20,00 a R$ 120,00.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s