Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Holambra ganha primeira ciclorrota da CCR no próximo sábado (11)

Rota das Flores terá trajeto de 14 quilômetros e oferecerá caminho alternativo à rodovia; meta da empresa é a de criar 300 quilômetros de vias

Por Redação VEJA São Paulo 8 dez 2021, 12h42

O Grupo CCR inaugura no próximo sábado, dia 11 de dezembro, a sua primeira ciclorrota, em Holambra, cidade turística do interior do estado de São Paulo conhecida pela produção de flores.

A cidade de Holambra já atrai ciclistas de diversas partes do estado. O que a empresa fez foi investir R$ 5 milhões para reformar e adaptar as pistas, recapeando o pavimento e melhorando a sinalização. Denominada CicloRota das Flores, o trajeto terá 14 quilômetros de extensão.

+ Cidades do ABC paulista cancelam festas de final de ano e Carnaval

Esta é a primeira iniciativa do tipo por parte da empresa para dar uma opção para aqueles ciclistas que usam o acostamento das vias para treino, lazer ou transporte.

O tráfego pelo acostamento de rodovias é permitido pelo Código de Trânsito Brasileiro, entretanto, o aumento na quantidade de acidentes vem chamando a atenção de empresas e autoridades.

Continua após a publicidade

Em 2020, a Artesp (agência reguladora das concessões rodoviárias paulistas), fez uma campanha para alertar a respeito do risco de se trafegar nesses locais e solicitou aos ciclistas que, na medida do possível, utilizem ciclovias e ciclorrotas.

Segundo o Grupo CCR, a prática do ciclismo vem se intensificando em rodovias com grande volume de tráfego sob sua concessão, tais como o Sistema Anhanguera-Bandeirantes e a Rodovia Governador Adhemar Pereira de Barros, a SP-340. O efeito colateral é o risco de acidentes a que os próprios ciclistas estão sujeitos.

+ Assine a Vejinha a partir de 6,90.

A criação da CicloRota das Flores é resultado de uma série de discussões com ciclistas, equipes esportivas que levam seus alunos para treinamento às margens das rodovias, especialistas e órgãos públicos. Esses debates devem resultar em um total de 300 quilômetros de vias destinadas a ciclistas a serem implantados até o final de 2022.

O próximo trecho será a Rota das Frutas. A meta da empresa é a de entregá-lo em janeiro. Essa nova ciclorrota deve atravessar Jundiaí, Louveira, Vinhedo e Itatiba e terá um total de 75km de extensão.

Continua após a publicidade

Publicidade