Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Chadwick Boseman, o Pantera Negra, morre aos 43 anos

Ator batalhava contra um câncer de cólon desde 2016

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 29 ago 2020, 10h51 - Publicado em 29 ago 2020, 10h48

Morreu na noite de sexta (28) o ator e roteirista estadunidense Chadwick Boseman, 43 anos, protagonista do filme Pantera Negra. O comunicado veio através das redes sociais do astro, que batalhava contra um câncer de cólon desde 2016.

Boseman faleceu em Los Angeles nos Estados Unidos, “em casa, com sua esposa e família ao lado”, diz a nota oficial publicada na sua conta do Twitter. Confira o texto na íntegra:

“É com imensurável pesar que nós confirmamos a morte de Chadwick Boseman. Chadwick foi diagnosticado com estágio III de câncer de cólon em 2016, e batalhou contra a doença pelos últimos quatro anos enquanto ela progredia para o estágio IV. Um verdadeiro guerreiro, Chadwick persistiu a tudo isso, e trouxe muitos dos filmes que vocês passaram a tanto amar. Como Marshall: Igualdade e Justiça, Destacamento Blood, Ma Rainey’s Black Bottom e muitos mais, todos foram filmados durante e entre inumeráveis cirurgias e sessões de quimioterapia. A honra da carreira dele foi dar vida ao rei T’Challa no Panteira Negra. Ele morreru em casa, com sua esposa e família ao seu lado. A família agradece pelo amor e preces, e pede que continuem a respeitar a sua privacidade durante este tempo tão difícil.”

Boseman começou a atuar em 2003 no seriado de TV americano Third Watch e estreou como protagonista nas telonas em 42 – A História de uma Lenda (2013). Mas, o reconhecimento mundial veio com o papel do super-herói Pantera Negra (2018), do universo Marvel, que apareceu pela primeira vez no filme Capitão América: Guerra Civil (2016).

Atores, atletas e fãs lamentaram a morte do artista nas redes sociais:

“Estou absolutamente devastado. Isto é muito doloroso. Chadwick era especial. Verdadeiramente original. Ele era um artista muito comprometido e constantemente curioso. Ele ainda tinha muito trabalho incrível para criar. Estou infinitamente agradecido pela nossa amizade. Descanse no poder, Rei”, disse o também ator Chris Evans, protagonista do Capitão América, quem contracenou com Boseman no universo Marvel.

“Chadwick…. sem palavras para expressar a devastação de te perder. Seu talento, seu espírito, seu coração, a sua autenticidade…… Foi uma honra trabalhar ao seu lado, conhecer-lo… Descanse em paz príncipe… Que revoadas de anjos cantando te acompanhem ao teu repouso. Eu te amo!”, lamentou a atriz Viola Davis.

Assine a Vejinha a partir de 6,90 mensais

  • Continua após a publicidade
    Publicidade