Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Tendências e polêmicas da São Paulo Fashion Week

Evento aconteceu na Bienal e em outros endereços da capital na semana passada

Por Bárbara Öberg [Colaborou Laís Franklin] Atualizado em 7 set 2017, 15h30 - Publicado em 7 set 2017, 06h00

Confira o que rolou de mais importante na semana de moda.

Óculos das antigas

Acessório da Iódice, em parceria com a Chilli Beans Sergio Caddah/Fotosite/Veja SP

O acessório com pegada retrô foi destaque. Entre as novidades aparece o modelo da Iódice, em parceria com a Chilli Beans. A versão “cortada” da peça no estilo gatinho (foto) traz acetato e está à venda nas lojas da grife de roupas por 369,80 reais, em seis cores. As cordinhas de óculos dos tempos da vovó também voltaram com tudo. As criações chamaram atenção na passarela de Ronaldo Fraga. São versões atraentes e feitas de materiais como acrílico ou metal. Dica: se usado à frente do pescoço, o item faz as vezes de brinco ou colar.

O pódio dos looks

Nos 33 desfiles do evento, algumas composições ficaram em evidência. Os maiôs de alta-costura da carioca Lenny Niemeyer brilharam. O aplique com dezenas de fios de Lycra dá vida à peça, que costuma se renovar apenas nos recortes e estampas. Vale celebrar também a apresentação de Giuliana Romanno. A estilista deixou o preto de lado e apostou nos artigos soltinhos em tons leves, como o macacão lavanda.

Modelo da Vix Paula Ze Takahashi/Fotosite/Veja SP

Devem virar tendência no verão de 2018 ainda as calças mais largas. Vix Paula Hermanny deu um tom praiano ao modelo, a Osklen apresentou artigos com amarrações na cintura e Juliana Jabour mostrou opções em jeans.

Holofotes para todos 

Ainda são poucas as marcas que apostam em um casting focado na diversidade. Aquelas que saíram da zona de conforto ganharam aplausos. A estilista Gloria Coelho convidou amigas e clientes para cruzar a passarela. “A beleza está em todas as idades, em uma mulher de 30, 50 ou 70 anos”, afirma.

Continua após a publicidade

LAB e Ronaldo Fraga seguiram a mesma linha e trouxeram modelos plus size, portadores de necessidades especiais e idosos para participar. Há também quem tenha deslizado: a Coven fez um desfile inspirado na África com apenas quatro modelos negras.

Maquiagem in natura

Pouca maquiagem, uma das tendências Carolina Vianna/Fotosite/Veja SP

Nada de olhos marcados e pele cheia de base. Segundo a maquiadora Amanda Schön, da Osklen, a tendência da vez consiste em usar pouca maquiagem, privilegiando um visual natural, chamado de raw (cru, em inglês). “A proposta é priorizar a beleza de cada um”, diz. Na onda “menos é mais”, invista em itens como a máscara de cílios transparente. A da Natura (foto em detalhe), marca oficial de maquiagem do evento, sai por 22,90 reais no site rede.natura.net.

Adeus, desfile

Alexandre Herchcovitch anunciou a saída de sua marca, a À La Garçonne Divulgação/Veja SP

Um dos principais nomes da moda brasileira deu adeus ao maior evento do setor no país, após 22 anos na atração. Alexandre Herchcovitch anunciou a saída de sua marca, a À La Garçonne, no domingo (27), após uma mudança abrupta na data do desfile da etiqueta. Era para o estilista abrir a SPFW, mas acabou — segundo a organização, por causa de problemas de última hora com a locação — fazendo uma exibição um dia antes do calendário oficial, de forma independente, no Teatro Municipal. Misturou itens que vão desde peças mais urbanas até alfaiataria, de preços bastante diversos.

 

Continua após a publicidade

Publicidade