Clique e assine por apenas 5,90/mês

Proteste faz teste de qual é o melhor café de supermercado

A organização avaliou vinte marcas de grãos moídos e torrados

Por Redação VEJA São Paulo - Atualizado em 18 jun 2019, 16h41 - Publicado em 18 jun 2019, 16h40

Um teste realizado pela Proteste, uma organização não-governamental que avalia a qualidade de vários tipos de produtos, elegeu a melhor marca de café torrado e moído disponível nos mercados brasileiros. Em uma disputa entre vinte concorrentes, o vencedor foi o Melitta, em sua versão tradicional.

O resultado levou em consideração quatro quesitos: análise sensorial (para avaliar o cheiro, o gosto, a acidez…), características físico-químicas (para medir, por exemplo, o grau de umidade do artigo), rotulagem (se as informações essenciais estão na embalagem) e higiene (se o produto atende às exigências básicas de higiene em seu preparo).

Todos os concorrentes foram submetidos aos mesmos critérios e ganharam notas em escala de 0 a 100. A pontuação final do Melitta foi de 89. Em “rotulagem”, a marca obteve nota máxima. A avaliação foi alta no quesito “higiene”, no qual obteve 99 pontos. A nota mais baixa do Melitta ocorreu no critério “análise sensorial”, com 78 pontos. Segundo a Proteste, o preço de referência do produto é de 9,85 reais.

No critério “higiene”, alguns casos chamaram a atenção. Os avaliadores chegaram a encontrar um inseto inteiro dentro do lote de café Carrefour, que ficou em 17º na classificação geral.

Veja abaixo ranking do teste: 

Posição Nome Nota
Melitta 89
Pimpinela 82
3 Corações 80
Qualitá 79
Aro Café 77
Maracatá Café 77
Café Brasileiro 76
Pilão Café 75
Moka Café 75
10º Bom Jesus 74
11º Caboclo 73
12º Giro 72
13º Diplomata 70
14º Café Pelé 70
15º Capital Café 69
16º Canecão 69
17º Carrefour 50
18º Bom Dia 49
19º Canaan 48
20º Jardim 42
Continua após a publicidade
Publicidade