Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês
Tudo de Som Novidades da música, clipes, entrevistas, artistas, listas e shows, por Tomás Novaes.

“Eu sempre senti um prazer estético por São Paulo”, diz Zé Ibarra

À Vejinha, o músico falou sobre o show de hoje (7) no Sesc Ipiranga, sua nova banda, seu disco solo e sua relação com a cidade; confira a entrevista

Por tomas.novaes.wp 7 jan 2022, 17h47

Ainda afônico, vindo logo após um ensaio, Zé Ibarra atendeu a chamada de sua cama, no apartamento de seu pai no centro de São Paulo. O carioca, que trocou a praia pela capital paulista no início de 2021, fará um show na noite desta sexta-feira (7), no Sesc Ipiranga.

+ O mapa dos festivais: o que vai rolar de melhor na música em SP em 2022

“Eu me apaixonei por São Paulo anos atrás, 7 anos atrás, quando meu pai veio pra cá”, conta. Zé nasceu e morou a vida inteira no Rio, onde, ainda na escola, conheceu toda a trupe com quem toca pelos palcos hoje – como Lucas Nunes, Dora Morelenbaum e Julia Mestre, que, junto de Zé, formam o quarteto Bala Desejo, a mais nova banda do pedaço.

Imagem mostra 4 pessoas de roupas coloridas. Um segura um violão.
Julia, Lucas, Zé e Dora: a trupe do ‘Bala Desejo’. Lucas Vaz/Divulgação

Mas na noite de hoje (7), no Sesc Ipiranga, Zé não terá a companhia dos amigos cariocas – mas também não estará sozinho. Pela primeira vez, Zé será acompanhado de uma banda em seu show solo: o baterista Biel Basile (da paulistana O Terno) e o baixista Pedro Dantas.

A verdade é que, nesse início de 2022, Zé está com seu plano de carreira alegremente bagunçado. Sua ideia no início de 2021 era morar em São Paulo, lançar, neste ano, o aguardado segundo disco de sua outra banda, a Dônica (da qual Tom Veloso, filho de Caetano, também faz parte), e o seu disco solo. Porém, a iniciativa do selo paulistano Coala Records em reunir os quatro amigos e fazer um disco deixou seu voo solo para depois.

“O Bala Desejo atropelou minha vida – mas foi o melhor atropelamento que já me aconteceu”

Continua após a publicidade

Quem for ao show de hoje (7) terá um gosto de todos esses projetos. Ele define esse como um “show de cantor”, que vai rolar tanto suas composições como versões de Nina Simone, Duda Beat, Caetano Veloso e Milton Nascimento – esse último com quem Zé rodou o país em turnê em 2019 (Zé também fez dueto com Gal Costa no projeto que regravou sucessos da carreira dela).

+ O mapa dos festivais: o que vai rolar de melhor na música em SP em 2022

Zé conta também que seu lado compositor ganhou força com o processo coletivo à oito mãos do Bala Desejo. E por mais que tenha ficado pouco tempo aqui antes de voltar ao Rio gravar o disco (que sairá no dia 27 de janeiro), ele revelou que suas duas músicas preferidas já foram relacionadas com São Paulo por algum ouvinte. “A galera falou que parece que carrega uma subjetividade do que seria a subjetividade de São Paulo”.

E o efeito da atmosfera paulistana não lhe toca só no momento de compor. Sobre se apresentar em palcos paulistanos, Zé conta que sente algo diferente. “Eu sempre senti um prazer estético por São Paulo, de todas as formas. São Paulo encarna, em quaisquer de seus movimentos, essa sensação de magnitude, sabe? Uma cidade que tem peso. Eu gosto dessa sensação”.

O show acontecerá hoje (7) às 21h, no Sesc Ipiranga. Os ingressos já estão esgotados.

+Assine a Vejinha a partir de 12,90.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Para entender e curtir o melhor de SP, Veja São Paulo. Assine e continue lendo.

Impressa + Digital

Plano completo da VejaSP! Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

Receba semanalmente VejaSP impressa mais acesso imediato às edições digitais no App Veja, para celular e tablet.

a partir de R$ 19,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)