Imagem Blog

Tudo Sobre Cinema

Continua após publicidade

Por onde anda Meg Ryan, a Namoradinha da América da década de 90?

Meg Ryan era uma graça. Digo era porque basta olhar a foto acima. Ao contrário de Sharon Stone, 56 anos, Meg, de 52 anos, fez tantos tratamentos estéticos, puxou daqui, esticou dali, colocou Botóx, fez preenchimento nas bochechas… e nem parece mais a fofa mocinha da década de 90, época em que chegou a ser […]

Por Miguel Barbieri Jr.
Atualizado em 26 fev 2017, 22h29 - Publicado em 18 mar 2014, 17h15
Meg Ryan em foto deste ano

Meg Ryan em foto deste ano

Meg Ryan era uma graça. Digo era porque basta olhar a foto acima. Ao contrário de Sharon Stone, 56 anos, Meg, de 52 anos, fez tantos tratamentos estéticos, puxou daqui, esticou dali, colocou Botóx, fez preenchimento nas bochechas… e nem parece mais a fofa mocinha da década de 90, época em que chegou a ser rotulada como a Namoradinha da América. E Meg era mesmo. Depois da divertida comédia Harry & Sally (1989), a atriz engrenou um sucesso atrás do outro. Sucessos românticos, sobretudo. Sintonia de Amor, em que dividiu a cena com Tom Hanks, é de 1993.

Quer ter informações diárias sobre cinema? Venha conhecer e curtir minha página no Facebook.

Sintonia de Amor, com Tom Hanks: romance de 1993

Sintonia de Amor, com Tom Hanks: romance de 1993

+ Sharon Stone, 56 anos: reveja doze fotos da estrela 

Continua após a publicidade

Depois vieram A Teoria do Amor, com Tim Robbins, A Lente do Amor, com Matthew Broderick, Cidade dos Anjos, com Nicolas Cage, e, novamente com Tom Hanks, Mensagem pra Você (1998), um dos primeiros filmes que enfocaram o amor nos tempos da internet. Quando fez Kate & Leopold, em 2001, com Hugh Jackman, Meg estava com 40 anos e não se enquadrava mais no papel da cortejada mocinha ingênua e indefesa. Foi então que, numa atitude inesperada, ela pegou pesado (aos olhos de seus fãs) ao interpretar uma nova-iorquina com o desejo à flor da pele no thriller erótico Em Carne Viva.

+ Por onde andam as gêmeas que assombram o hotel de O Iluminado?

Em Carne Viva: Meg Ryan fez cenas de sexo e nudez no thriller erótico, com Mark Ruffalo

Em Carne Viva: Meg Ryan fez cenas de sexo e nudez no thriller erótico, com Mark Ruffalo

O filme tinha nudez e uma cena de sexo oral (não protagonizada pela estrela). Como a fita foi mal recebida e também mal interpretada, Meg Ryan foi colocada na geladeira. E está difícil de sair do inferno astral. No cinema, ela fez tentativas (em vão) com Mais do que Você Imagina (2008), Mulheres, o Sexo Forte (2008) e Armadilhas do Amor (2009).

Continua após a publicidade
Armadilhas do Amor de 2009, com Timothy Hutton: seu último filme romântico

Armadilhas do Amor de 2009, com Timothy Hutton: seu último filme romântico

James Van Der Beek: saiba o que está fazendo o astro do seriado Dawson’s Creek

Na TV, esteve no seriado Web Therapy/Terapia Virtual, estrelado por… Lisa Kudrow. Torço que dê certo seu próximo projeto porque sempre admirei Meg Ryan. Foi anunciado que a atriz vai protagonizar e dirigir (pela primeira vez) o longa-metragem Ithaca, um drama de guerra inspirado no livro de William Saroyan. A estreia, a princípio, deve ocorrer no fim do ano que vem.

+ Vinte filmes bacanas com carros que marcaram época

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe semanalmente Veja SP* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de São Paulo

a partir de R$ 39,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.