Imagem Blog

Tudo Sobre Cinema Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO

Continua após publicidade

Fernanda Vasconcellos indica premiada série espanhola na Netflix

A atriz está gravando a segunda temporada de Coisa Mais Linda, da Netflix, e volta aos cinemas, dia 15 de agosto, em Eu Sou Brasileiro

Por Miguel Barbieri Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Atualizado em 19 jul 2019, 15h00 - Publicado em 19 jul 2019, 11h13

Fernanda Vasconcellos está sumida das novelas, mas não da TV nem do cinema. Uma das estrelas da série Coisa Mais Linda, da Netflix, a atriz já está confirmada para a segunda temporada. Pode ser vista também em 3%, da mesma plataforma de streaming.

No cinema, Fernanda volta em Eu Sou Brasileiro, no dia 15 de agosto, e, em breve, em Boca de Ouro, nova versão da peça de Nelson Rodrigues sob a direção de Daniel Filho.

Fernanda aceitou o convite para escrever sobre uma série e o texto ficou bem legal. Confira abaixo.

Adriana Ugarte é a protagonista de O Tempo entre Costuras (Divulgação/Divulgação)

“Cheguei até a série espanhola O Tempo entre Costuras enquanto escolhia referências para complementar meus estudos sobre a personagem Antígona, nas aulas com a preparadora de elenco Helena Varvaki. Inspirado no best-seller homônimo de María Dueñas, o enredo gira em torno de Sira Quiroga (Adriana Ugarte), uma jovem costureira de Madri que se apaixona loucamente por Ramiro Arribas (Rubén Cortada) e se muda com ele, em busca de emprego, para Tânger, no Marrocos, pouco antes da Guerra Civil Espanhola. A princípio, tudo corria bem na vida do casal — até que Ramiro começa a distanciar-se e a desperdiçar a pequena fortuna que o sogro havia deixado para Sira.

Continua após a publicidade

Ela acaba sozinha em um país totalmente diferente do seu, num momento em que está impossibilitada de retornar à Espanha, em razão da guerra. É na dificuldade que Sira encontra forças para seguir em frente e tentar reconstruir a vida. Sozinha e grávida, ela parte para outra cidade e fica sob a custódia da embaixada até 1936. Fiel ao livro, a produção me entretém com doses equilibradas de drama, ação e romance, sempre com um fundo histórico. A trajetória da protagonista é repleta de transições, que vão ganhando força com o amadurecimento de suas escolhas. Mas a magia acontece quando deparamos com a interpretação sutil e precisa de Adriana Ugarte.

Existem beleza e subjetividade nas relações entre as mulheres, o que, na minha opinião, é outro ponto de destaque. As personagens Candelaria (Mari Carmen Sanchéz), Jamila (Alba Flores) e Rosalinda Fox (Hannah New) tornam-se importantes aliadas de Sira durante a trama e a ajudam a se reerguer. Foi um presente assistir a um trabalho bem produzido e executado, com uma trilha sonora deslumbrante e riqueza de detalhes nos figurinos. Não por acaso, a série ganhou diversos prêmios na Espanha”.

Em dezessete episódios, O Tempo entre Costuras está disponível na Netflix.

Quer me seguir nas redes sociais? Anote!

Facebook: facebook.com/paginadoblogdomiguel
Twitter: @miguelbarbieri
Instagram: miguelbarbieri
YouTube: Miguel Barbieri Jr. 

 

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Para curtir o melhor de São Paulo!
Receba VEJA e VEJA SP impressas e tenha acesso digital a todos os títulos Abril.
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe semanalmente Veja SP* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de São Paulo

a partir de R$ 39,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.