Imagem Blog

Tudo Sobre Cinema

Continua após publicidade

Assinatura grátis na MUBI por 30 dias e dicas de filmes para assistir

Entre as raridades da plataforma de streaming está o drama de guerra Lacombe Lucien, de Louis Malle

Por Miguel Barbieri Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Atualizado em 18 Maio 2020, 19h03 - Publicado em 15 Maio 2020, 15h16

O MUBI é uma plataforma muito especial de filmes. Eu sempre digo que é indicada para o cinéfilo que frequenta, por exemplo, a Mostra Internacional de Cinema. São apenas 30 títulos na programação. Todo dia, entra um filme novo – e sai outro. Ou seja: o filme fica disponível por 30 dias. A curadoria, porém, é excelente. Só filmes exclusivos que você não encontra em nenhuma outra plataforma. São longas-metragens (e às vezes curtas) premiados em festivais, cults de décadas passadas e trabalhos de diretores renomados. Quase sempre há a filmografia de um diretor em cartaz. Em parceria com o meu blog, o MUBI está dando um mês de assinatura grátis. Clique em mubi.com/blogdomiguel e comece a desfrutar da programação. Depois do período de degustação, você precisa cancelar ou terá de pagar a mensalidade de R$ 27,90. Abaixo, listei três filmes que vi recentemente e gostei, sobretudo de Fedora, um Billy Wilder pouco conhecido e maravilhoso.

Fedora > Em seu penúltimo filme, o mestre Billy Wilder (1906-2002) bebeu na fonte de seu magistral clássico Crepúsculo dos Deuses. Fedora (Marthe Keller) fez grande sucesso na era dourada do cinema e, em 1978, vive reclusa numa ilha da Grécia. É para lá que se manda o produtor independente americano Barry Detweiler (William Holden), que está muito empenhado em convencê-la a voltar às telas. Mas a atriz virou uma diva arredia e, pior, aprisionada por uma condessa polonesa e seu séquito de bajuladores. Há uma estonteante reviravolta na metade da trama, conduzida com certa aparência kitsch, mas jamais enfadonha. Henry Fonda e Michael York interpretam a si mesmos.

Lar > A cineasta Fien Troch saiu de uma mostra do Festival de Veneza 2016 com o prêmio de melhor direção. Em seu registro impactante de adolescentes belgas, ela foca a trajetória de dois amigos. Kevin (SebastianVan Dun), por causa de um descontrole emocional, foi preso por agressão e, ao sair da cadeia, teve de ir morar com os tios, já que seu pai o despreza. Seu colega, John (Mistral Guidotti), vive com uma mãe bipolar e abusiva. Cada um terá um destino conforme o comportamento e o caráter.

Lacombe Lucien > O MUBI está sempre de olho nas filmografias de diretores renomados e, depois de François Truffaut, é a vez do também francês Louis Malle (1932–1995). Indicado ao Oscar de melhor filme estrangeiro em 1975, este drama capta a indecisão de Lucien (Pierre Blaise). Numa cidade do interior da França,em 1944, o rapaz colabora com os nazistas ao mesmo tempo que se apaixona por uma garota judia. A plataforma ainda exibe outros dois filmes de Malle: Lua Negra (1975) e Meu Jantar com André (1981).

Continua após a publicidade

Quer me seguir nas redes sociais? Anote! 

Facebook: Miguel Barbieri Jr. 
Twitter: @miguelbarbieri
Instagram: miguelbarbieri
YouTube: miguel barbieri jr 

 

 

 

 

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe semanalmente Veja SP* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de São Paulo

a partir de R$ 39,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.