Imagem Blog

Terraço Paulistano

Notas exclusivas sobre artistas, políticos, atletas, modelos, empresários e pessoas de outras áreas que são destaque na cidade. Por Humberto Abdo.
Continua após publicidade

Professora defende obra de artista Júlio Guerra, criador do Borba Gato

"A elite paulistana nunca aceitou o Borba", observa a docente da USP sobre monumento do bandeirante feita pelo escultor Júlio Guerra

Por Humberto Abdo
Atualizado em 17 jan 2023, 22h41 - Publicado em 26 jun 2020, 06h00

Na Avenida Santo Amaro, a estátua de Borba Gato, bandeirante considerado símbolo do extermínio indígena no Brasil colonial, voltou a causar polêmica ao ser citada nas redes sociais por grupos que defendem sua derrubada.

“Se a cidade quer ressignificar seus monumentos, que troque o nome dele”, defende Cristina Costa, 70, professora da Escola de Comunicações e Artes da USP, que publicou um texto a favor do artista da obra, Júlio Guerra (na foto), e em 1994 foi curadora de sua retrospectiva na Pinacoteca do Estado.

“Ele quis fazer um bandeirante como alguém capaz de defender fronteiras, por isso está na entrada de Santo Amaro”, descreve. A estátua, produzida com técnica em ladrilhos e inaugurada em 1963, chegou a ser alvo de pichações em 2016.

“Trabalho há vinte anos com liberdade de expressão e sei que todas essas atitudes em defesa do politicamente correto cometem equívocos incríveis”, critica.

Continua após a publicidade

“A elite paulistana nunca aceitou o Borba, chamado de bonecão, ferindo o gosto europeu dos nossos críticos. É o único monumento de arte popular de São Paulo, basta olhar, sem patrulhas”, argumenta.

Publicado em VEJA SÃO PAULO de 1º de julho de 2020, edição nº 2693.

Para mais novidades e destaques paulistanos, siga Humberto Abdo no Instagram e no Twitter.

+Assine a Vejinha a partir de 9,90. 

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe semanalmente Veja SP* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de São Paulo

a partir de R$ 39,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.