Imagem Blog

Terraço Paulistano

Materia seguir SEGUIR Seguindo Materia SEGUINDO
Notas exclusivas sobre artistas, políticos, atletas, modelos, empresários e pessoas de outras áreas que são destaque na cidade. Por Humberto Abdo.
Continua após publicidade

Livraria do Brooklin abre as portas com sucesso coreano e obra completa de Mia Couto

Casal paulistano adiantou sonho de aposentadoria ao abrir o próprio comércio com seus livros favoritos, cafeteria e espaço de leitura

Por Humberto Abdo
5 nov 2021, 06h00

Na própria estante de casa, Victória Mantoan, 30, escolheu os primeiros livros para seu novo negócio. Após ter um filho na pandemia, ela decidiu diminuir o ritmo de trabalho e acaba de inaugurar a Livraria do Brooklin, no bairro onde mora.

LEIA MAIS | Livrarias apostam em unidades menores para competir com o on-line

“Eu e meu marido dizíamos que na aposentadoria deveríamos abrir uma, mas vimos a casa ideal na região e adiantamos os planos”, conta. Além de um café e várias mesinhas para folhear tudo à vontade, o catálogo é composto apenas de obras amadas pelo casal e pelas livreiras do endereço. “Fazemos uma divisão por regiões, não apenas nacionais e estrangeiros, mas asiáticos, africanos e latino-americanos, por exemplo.”

No acervo, entraram todos os títulos de Mia Couto e o coreano Pachinko, de Min Jin Lee. “O livro e a edição são maravilhosos, mas foram feitas poucas impressões e precisei caçar muito. Quando achei alguém que tinha em estoque, comprei todos e trouxe para cá.”

Foto em detalhe exibe frase escrita em uma parede branca. À direita, alguns livros em prateleiras.
Frases de livros decoram paredes da Livraria do Brooklin. (Rogério Pallatta/Veja SP)
Pequeno vão reúne uma cadeira infantil e livros coloridos no fundo.
Livraria do Brooklin. (Rogério Pallatta/Veja SP)
Foto exibe prateleira grande na parede com livros diversos.
Livraria do Brooklin: acervo exposto com luzes e capas em evidência. (Rogério Pallatta/Veja SP)
Foto exibe duas cadeiras, tapete, prateleira central com livros e uma grande estante com obras diversas.
Livraria do Brooklin: espaço de convivência. (Rogério Pallatta/Veja SP)
Sofázinho embutido entre prateleiras de livros tem luz e almofadas. Móveis na cor de madeira clara.
Livraria do Brooklin: com cantinhos para leitura. (Rogério Pallatta/Veja SP)
Foto exibe teto na diagonal com grande texto escrito na parede branca. Abaixo, grande prateleira de madeira com livros.
Livraria do Brooklin: decoração temática. (Rogério Pallatta/Veja SP)
Foto exibe pia, ladrilhos escuros e parede branca com frase tirada de um livro:
Victoria Montoan – Livraria (Rogério Pallatta/Veja SP)
Foto exibe de modo centralizado o espaço da livraria, com chão de madeira, luzes embutidas no teto e duas prateleiras nas duas paredes.
Casa na Zona Sul abriga nova Livraria do Brooklin. (Rogério Pallatta/Veja SP)
Foto exibe de perto uma fileira de livros na prateleira.
Seleção favorita dos donos e livreiros dita acervo da livraria. (Rogério Pallatta/Veja SP)

 

+Assine a Vejinha a partir de 6,90.

Publicado em VEJA São Paulo de 10 de novembro de 2021, edição nº 2763

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe semanalmente Veja SP* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de São Paulo

a partir de 49,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.