Imagem Blog

Infomania

Por Thiago Ramaciotti
Thiago Ramaciotti dá dicas sobre tecnologia, gadgets e apps
Continua após publicidade

8 sinais de que seu filho pode estar viciado em internet

Pesquisa mostra que 50% dos pais acham que os filhos usam o smartphone mais do que deveriam

Por Thiago Ramaciotti
Atualizado em 17 jun 2019, 18h45 - Publicado em 17 jun 2019, 18h45

Fala, galera! Tudo bem? Quem aqui que tem um filho ou outra criança na família que não sai do computador ou do smartphone? Essas belezuras tecnológicas estão inseridas no dia a dia dos pequenos e o excesso pode fazer um mal danado.

Segundo uma pesquisa do Panorama Mobile Time/Opinion Box, 85% das crianças brasileiras, de 0 a 12 anos, têm acesso a dispositivos móveis, sejam celulares e tablets próprios ou emprestados dos responsáveis. Em contrapartida, 50% dos pais acham que seus filhos usam os aparelhos mais do que deveriam.

Psicoterapeuta e CEO do AppGuardian, Luiza Mendonça conta que alguns sinais podem demonstrar esse possível vício. “Mudanças repentinas de comportamento, queda no rendimento escolar, sono durante as aulas…”, diz. Além disso, os pais precisam estar atentos a traços de isolamento: “Atenção dobrada com as crianças que ficam muito tempo trancadas no quarto e que têm dificuldade de comunicação com outras pessoas.” O diálogo com eles é fundamental e o AppGuardian pode ser uma alternativa para monitorar a garotada na web.

O Programa de Dependências Tecnológicas do Hospital das Clínicas de São Paulo explicou oito sinais que podem identificar uma possível dependência de internet, veja abaixo:

Continua após a publicidade

1. Pensa o tempo todo em estar conectado

Se seu filho só pensa em internet e não tem vontade de praticar outras atividades (sem conexão), como brincar com os amigos ou ler um livro, é necessário ter muita atenção, pois este é o principal indício da dependência tecnológica.

2. Fica alegre, feliz e satisfeito quando passa mais tempo na internet

Quando o celular se torna a maior alegria e satisfação da criança é hora de ligar o sinal de alerta. A dica aqui é sempre estipular um determinado tempo de uso e prestar atenção no famoso “só mais um pouquinho” – se o pedido para passar mais tempo conectado for constante, há uma grande possibilidade de vício em tecnologia.

3. Tenta parar de usar a internet e não consegue

A dependência fica mais grave quando a criança não consegue parar de usar a internet. Os pais até tentam, mas estar desconectado deixa a criança infeliz e até mesmo irritada.

Continua após a publicidade

4. Sente irritação, raiva, ansiedade ou sinais de depressão quando está offline

Fique de olho se seu filho fica nervoso ou muito desanimado quando não acessa a internet.

5. Muda o humor ou comportamento quando entra em contato com a internet

Quando a conexão se torna o termômetro da criança é porque a dependência existe, ou seja, o humor dele não pode depender da web.

6. Perde a noção do tempo em que fica conectado

Pesquisas mostram que 21% das crianças e adolescentes já deixaram de comer ou dormir por conta da internet. “Esquecer da vida” quando está conectado pode ser indicação de dependência.

Continua após a publicidade

7. Isola-se, não tem amigos e possui dificuldade de se relacionar pessoalmente pelo uso excessivo da internet

O excesso de vida on-line pode afetar a vida social das crianças e adolescentes e provocar dificuldade de relacionamento com as demais pessoas, chegando até a afastar os amigos.

8. Mentepara as pessoas sobre o tempo que fica conectado

Ficar atento se a criança tenta usar o smartphone escondido e se chega a mentir em relação ao tempo que passa na internet é essencial para saber se há ou não o vício em tecnologia.

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe semanalmente Veja SP* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de São Paulo

a partir de R$ 39,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.