Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês
Pop! Pop! Pop! Por Blog Cultura pop, TV e o que repercute nas redes sociais

Repórter de Sonia Abrão é hostilizada ao vivo em posto de gasolina

"É muita ignorância as pessoas encararem a imprensa como inimiga", desabafou a apresentadora após o episódio

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 5 fev 2020, 14h06 - Publicado em 29 Maio 2018, 17h41

Uma repórter do programa A Tarde É Sua, apresentado por Sonia Abrão, foi hostilizada ao vivo nesta terça (29). A jornalista Cíntia Lima fazia uma reportagem sobre a repercussão da greve dos caminhoneiros quando acabou irritando um dos entrevistados em um posto de gasolina.

A jornalista mostrava a fila dos consumidores que aguardavam para reabastecer o tanque do carro quando conversou com um homem que tinha acabado de usar a bomba: “Está feliz?“, questionou a repórter. “Não, não tô feliz“, respondeu o homem. “Você está pondo a gasolina?“, perguntou Cíntia. O entrevistado, então, perguntou se a profissional queria causar tumulto. “Não, eu não quero causar tumulto. Sonia, então… Não, eu tô tentando dar uma notícia“, tentou continuar Cíntia. Ainda é possível ouvir os gritos de “mídia podre”.

O homem ainda arrancou o fone do celular da repórter. “Bem, Sonia. Vamos para casa. Não entendi a reação das pessoas“, desabafou Cíntia. “A gente sabe que todo mundo deve estar com os nervos à flor da pele, mas nosso trabalho é dar informação. Agora a gente se afastou, talvez dessa distância a gente se sinta seguro. Só para reforçar: pedi autorização, falei com frentistas, policiais“, disse a repórter. Assista: 

Uma hostilidade talvez desnecessária ao nosso trabalho, nós somos cidadãos também“, disse Cíntia. No estúdio, Sonia mostrou indignação com o ocorrido: “É pura informação que está sendo passada. É muita ignorância as pessoas encararem a imprensa como inimiga“.

Dê sua opinião: E você, o que achou do episódio vivido pela repórter? Deixe seu comentário e aproveite para curtir nossa página no Facebook!

Continua após a publicidade

Publicidade