Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês
Pop! Pop! Pop! Por Blog Cultura pop, TV e o que repercute nas redes sociais

O Rouge pode voltar: e se outros grupos seguirem o exemplo?

Para alegria de muitos, tristeza de outros ou pelo simples impacto nostálgico que a notícia pode trazer: a banda Rouge pode voltar! O produtor musical Rick Bonadio diz que está fazendo esforços para que o grupo retorne – no Twitter, ele lançou a hashtag #VolteRouge. Dona do hit Ragatanga, a banda teve curta duração: de […]

Por VEJASP Atualizado em 27 fev 2017, 12h01 - Publicado em 3 out 2012, 00h19

As integrantes do Rouge: grupo pode voltar (Foto: Divulgação)

Para alegria de muitos, tristeza de outros ou pelo simples impacto nostálgico que a notícia pode trazer: a banda Rouge pode voltar! O produtor musical Rick Bonadio diz que está fazendo esforços para que o grupo retorne – no Twitter, ele lançou a hashtag #VolteRouge. Dona do hit Ragatanga, a banda teve curta duração: de 2002 a 2006. Relembre o clipe da música:

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=jSa_E00fBhg?feature=oembed&w=500&h=375%5D

Bom, enquanto aguardamos mais informações para celebrar (ou não) o retorno do grupo, reunimos uma lista com cinco bandas pop brasileiras que, se a moda pegar, também poderiam voltar à ativa para balançar o cenário musical brasileiro.

Br’oz

Assim como as garotas do Rouge, o grupo foi revelado pelo programa Popstars, do SBT. Surgiu em 2003 e acabou em 2005, tendo como hit principal a música Prometida. Atualmente, os integrantes seguiram carreiras-solo e fizeram participações em grupos que vão do pagode ao rock. Relembre esse sucesso nacional:

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=0IFzpOCOBlY?feature=oembed&w=500&h=281%5D

Mulekada

O som criado por três crianças fez o Brasil balançar durante 5 anos – de 1998 até 2003. O grupo Mulekada, formado por Julyana, Jacarezinho e Tatiana, teve hits como a música Foi de Brincadeira.  O que aconteceu depois? As crianças cresceram, as vozes engrossaram e o sucesso passou. Esse talvez seja o pedido mais difícil, mas… Volta, Mulekada!

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=IZlIoRlX4jQ?feature=oembed&w=500&h=375%5D

Continua após a publicidade

As Meninas

Bom, Xibomxibombombom O refrão-chiclete partiu de um grupo de seis meninas baianas, nomeadas de As Meninas. Pouco depois, gravaram sucessos como Xibom Bombom, Feijão com Arroz e Samba da Nega Maluca. Com a saída da vocalista Carla Cristina, o grupo não conseguiu emplacar mais nenhum hit e disse tchau em 2006.

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=6QKk5gU-CDI?feature=oembed&w=500&h=375%5D

Twister

Outra banda relâmpago foi o Twister. Liderados pelo vocalista Sander, tiveram um hit inesquecível: 40 graus. O sucesso foi tanto que eles chegaram a abrir um show do NSync. A banda acabou por vários motivos, entre eles a prisão de Sander pelo posse de drogas. Relembre o refrão:

Meu amor, esse amor
Dá 40 graus de febre
Queima pra valer… Queima pra valer…

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=GnFkC9CNEuA?feature=oembed&w=500&h=375%5D

Polegar

O Polegar fez muito sucesso no final da década de 80 e no começo dos anos 90. Ganhando discos de ouro e de platina, a banda se destacou com hits como Dá Pra Mim, Ela Não Liga e Sou Como Sou. Desde então, foi mais lembrado pelas crises do ex-guitarrista Rafael Ilha, que foi preso e internado para se recuperar da dependência em drogas. Hoje, é cantor gospel.

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=eVC9elQM7v0?feature=oembed&w=500&h=375%5D

(Pedro Katchborian)

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Para entender e curtir o melhor de SP, Veja São Paulo. Assine e continue lendo.

Impressa + Digital

Plano completo da VejaSP! Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da VejaSP, diariamente atualizado.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

Receba semanalmente VejaSP impressa mais acesso imediato às edições digitais no App Veja, para celular e tablet.

a partir de R$ 19,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Acesso ilimitado ao Site da VejaSP, diariamente atualizado.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

Edições da VejaSP liberadas no App Veja de maneira imediata

a partir de R$ 12,90/mês