Imagem Blog

Pop! Pop! Pop!

Por Blog
Cultura pop, TV e o que repercute nas redes sociais
Continua após publicidade

Discussão provoca “saia justa” e divide opiniões no “Encontro”

"Ele foi condenado sem nenhum julgamento. Quer dizer, é como se fosse justiceiros", argumentou Fátima Bernardes sobre caso que aconteceu no ABC Paulista

Por Redação VEJA São Paulo Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Atualizado em 13 jun 2017, 13h40 - Publicado em 13 jun 2017, 13h28

A polêmica envolvendo a dupla que tatuou a frase “eu sou ladrão e vacilão” na testa de um adolescente acusado de roubar a bicicleta de um rapaz parece não acabar — clique aqui para saber mais sobre o caso. Nesta terça (13), a apresentadora Fátima Bernardes discutiu o assunto com seus convidados durante o Encontro e um comentário do sertanejo Zé Neto chamou atenção nas redes sociais.

Ele disse que não cometeu. É um rapaz dependente químico, estava desaparecido, a família estava procurando por ele. Ele foi condenado sem nenhum julgamento. Quer dizer, é como se fossem justiceiros“, disse a apresentadora sobre o caso, passando a palavra aos convidados.

Há uma demanda por justiça e o que a gente percebe é que, quem faz esse discurso que quer mais justiça, alimenta esse tipo de justiçamento, é assustador“, argumentou a juíza Andréa Pachá sobre o caso — clique aqui para assistir à discussão.

Fátima Bernardes, então, continuou opinando sobre o caso: “Sabe o que eu acho? Eu acho que as pessoas acreditam que isso só vai acontecer com esse rapaz. Elas não imaginam que esse tipo de comportamento pode ser com a gente, com qualquer um que de repente cometa alguma coisa, aquela pessoa acha que não está certo e então…“, disse a apresentadora.

Mas foi a opinião do cantor sertanejo que acabou repercutindo com força nas redes sociais:

O que eu acho é que a população está tão cansada de certas impunidades que acabam… Lógico que não vem ao caso fazer uma barbaridade dessas, mas hoje em dia parece que a justiça dá mais moral para quem está fazendo o delito, para quem está cometendo um crime, do que para um próprio cidadão de bem“, argumentou o sertanejo Zé Neto.  

Continua após a publicidade

Eu entendo o que você está dizendo, mas o tatuador não é uma pessoa de bem, né? Uma pessoa que toma uma atitude dessas…“, acrescentou a apresentadora após ouvir os argumentos do músico. Na internet, a discussão no programa Encontro acabou chamando atenção e dividiu opiniões na internet. Confira a repercussão: 

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Dê sua opinião: E você, o que achou do Encontro que foi ao ar nesta terça (13)? Deixe seu comentário e aproveite para curtir nossa página no Facebook!

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe semanalmente Veja SP* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de São Paulo

a partir de R$ 39,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.