Imagem Blog

Pop! Pop! Pop!

Por Blog
Cultura pop, TV e o que repercute nas redes sociais
Continua após publicidade

Após ser assediada, jovem posta foto no Twitter para “se vingar”

"Ele agarrou a minha bunda. Eu o arrastei para fora do estabelecimento numa chave de braço. Ele me jogou contra a parede", contou a jovem no Twitter

Por Redação VEJA São Paulo Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
4 jul 2017, 20h51

Mulheres enfrentam situações de assédio diariamente, mas não é sempre que elas podem “se vingar” dos agressores. A bartender Krystal Olsen, no entanto, aproveitou ao máximo a rara oportunidade: a jovem, que trabalha num bar em Arizona, nos Estados Unidos, foi assediada por um de seus clientes no último sábado (1º) à noite.

O rapaz agarrou as nádegas da profissional. Ela, no entanto, não deixou a agressão passar em branco: “Ele agarrou a minha bunda. Eu o arrastei para fora do estabelecimento numa chave de braço. Ele me jogou contra a parede. E agora ele está chorando que nem um babaca porque foi preso“, contou a jovem num tuíte que está chamando muita atenção na internet e já acumula mais de 350 000 curtidas em poucos dias. Confira: 

Nos comentários, muitas mulheres mostraram apoio e solidariedade à jovem: “A melhor parte é que você ficou parada lá, tirando essa foto dele. Sem preço!“, escreveu uma internauta. Krystal, então, esclareceu a situação: “Na verdade, foi o chefe de segurança do bar que tirou a foto e me mandou! Mas eu estava lá quando ele fez o clique“. Não à toa, a história já tem mais de 80 000 retuítes.

A foto, no entanto, ainda provocou polêmica entre alguns usuários do Twitter: “Pobre rapaz! Você não acha que você exagerou?“, questionou um homem na rede social. Muitas mulheres, no entanto, defenderam a atitude de Krystal. “Homens não podem tocar o que eles querem quando eles querem para levar apenas um tapinha no pulso. Ele a assaltou, então ela o assaltou“, justificou uma jovem. O rapaz, no entanto, continuou retrucando. “Agarrar uma pessoa sem o consentimento dela é literalmente a definição de assédio sexual!“, disse outra mulher.

Continua após a publicidade

A maioria dos comentários, no entanto, apoia Krystal por sua decisão de se defender: “Você está bem? Parabéns por se defender! Estou muito orgulhoso de você“, escreveu um rapaz. “Você é incrível e eu quero que a minha filha cresça para ser que nem você!“, elogiou outro homem.

Dê sua opinião: E você, o que achou da atitude de Krystal? Deixe seu comentário e aproveite para curtir nossa página no Facebook!

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe semanalmente Veja SP* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de São Paulo

a partir de R$ 39,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.