Imagem Blog

Listamania

Por Blog
Um blog com listas, cultura pop e humor Tags: listas, rankings, música, cinema, top
Continua após publicidade

Dia da Criança: 12 brinquedos clássicos que resistem nas prateleiras

Muitos dos nascidos nos anos 2000 não vão acreditar, mas é possível, sim, se divertir sem telas touch screen e videogames com reconhecimento de movimentos. As gerações dos anos 80 e 90 garantem! Às crianças de hoje, apresentamos uma lista com doze brinquedos de décadas passadas que ainda resistem nas prateleiras — alguns se foram […]

Por Leonam Bernardo
Atualizado em 26 fev 2017, 23h56 - Publicado em 10 out 2013, 17h45

Muitos dos nascidos nos anos 2000 não vão acreditar, mas é possível, sim, se divertir sem telas touch screen e videogames com reconhecimento de movimentos. As gerações dos anos 80 e 90 garantem! Às crianças de hoje, apresentamos uma lista com doze brinquedos de décadas passadas que ainda resistem nas prateleiras — alguns se foram e agora retornaram, outros nunca saíram da moda. Diversão garantida ou o seu dinheiro de volta:

1. Aquaplay

Lançado em 1978, o jogo de pecinhas flutuante fez um sucesso danado, principalmente entre os meninos, ao longo da década de 80. Preço médio atual: 60 reais.

2. Puxa Puxa Batatinha

Se tivesse sido lançado nos dias de hoje, provavelmente se chamaria “puxa puxa saladinha” ou algo do tipo. Não que se preocupar com a saúde seja chato, mas quando o brinquedo surgiu, nos anos 90, as crianças tinham outras, digamos, prioridades. Preço médio atual: 35 reais.

Continua após a publicidade

3. Boca Rica

Espécie de caça-níquel da jogatina mirim, o brinquedo foi criado em 1984, quando a moeda brasileira ainda era o Cruzeiro. Preço médio atual: 65 reais.

4. Ferrorama

Sucesso de vendas da Estrela na década de 80 — todo garoto queria ter um desses! —, o trenzinho foi relançado em 2010. Preço médio atual: 210 reais.

Continua após a publicidade

5. Detetive

Coronel Mostarda e sua turma: desde 1949 (!) sob a mira de crianças-investigadoras no desfecho de crimes enigmáticos. Preço médio atual: 65 reais.

5. Pula Pirata

Lançado em 1978, o jogo persiste por 35 anos com um objetivo muito simples: não deixe o pirata escapar do barril. Preço médio atual: 55 reais.

Continua após a publicidade

6. Pula Macaco

Esqueça os Angry Birds. Aqui, ganha quem arremessar mais macacos na árvore. Preço médio atual: 35 reais.

7. Jogo da Vida

Parece aula de economia, mas é só um brinquedo: esse tabuleiro vem, há anos, ensinando a garotada a planejar as finanças pessoais, gerenciar uma família, comprar e vender bens, pagar notas promissórias… Preço médio atual: 85 reais.

Continua após a publicidade

8. Pinote

Acredite: o burrinho rebelde que joga tudo para o alto exige tanta (ou mais) destreza quanto um jogo de videogame feito com gráficos de ponta. Preço médio atual: 45 reais.

9. Genius

Um clássico da brinquedoteca. Por gerações, desafia a memória de meninos e meninas numa combinação de cores e notas musicais. Preço médio atual: 120 reais.

Continua após a publicidade

11. Cai Não Cai

Tão divertido quanto simples: o joguinho testa a habilidade da garotada em retirar as varetas sem deixas as bolinhas caírem. Preço médio atual: 40 reais.

12. Banco Imobiliário

A rigor, pode-se dizer que este jogo nunca saiu de moda. A diferença é que agora, ao invés das clássicas cédulas de mentirinha, as crianças podem comprar suas propriedades no cartão de crédito! Com direito à maquininha e tudo mais. Preço médio atual: 90 reais (ou 135 reais com a “maquininha de cartão”).

Fotos: Divulgação

* * *

Leia também
+ 11 marcas de guloseimas estrangeiras que poderiam vir para São Paulo
+ VÍDEO: 10 maneiras de irritar o paulistano no metrô e no busão

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe semanalmente Veja SP* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de São Paulo

a partir de R$ 39,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.