Imagem Blog

Filmes e Séries - Por Barbara Demerov Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO

Aqui você encontra críticas, entrevistas e as principais novidades sobre o mundo do cinema e do streaming
Continua após publicidade

Oscar 2023: os mais indicados, as surpresas e os esnobados

'Tudo em Todo o Lugar ao Mesmo Tempo' lidera a corrida com 11 indicações; 'Nada de Novo no Front' e 'Os Banshees de Inisherin' acumulam 9 cada

Por Barbara Demerov
Atualizado em 24 jan 2023, 12h28 - Publicado em 24 jan 2023, 11h39

O anúncio dos indicados ao Oscar 2023 movimentou esta manhã de terça-feira (24). E, como sempre, há diversas surpresas na lista final.

Confira aqui a lista completa de indicados ao Oscar!

OS MAIS INDICADOS

Liderando a corrida pela estatueta dourada, está Tudo em Todo o Lugar ao Mesmo Tempo, com 11 indicações – mas até aí, não há surpresas. Os filmes dos Daniels conquistou público e crítica ao contar uma história sobre o amor entre mãe e filha com o multiverso de fundo.

Continua após a publicidade

Logo atrás, estão dois competidores fortes: o alemão Nada de Novo no Front, da Netflix, conquistou 9 indicações, mas ficou de fora em Direção e Montagem. Já Os Banshees de Inisherin, que empatou com o drama de guerra, foi agraciado nas duas categorias citadas.

Elvis recebeu 8 indicações, incluindo Melhor Filme. Com 7 indicações, está o ótimo Os Fabelmans, de Steven Spielberg. Michelle Williams foi indicada na categoria de Melhor Atriz, e o filme foi lembrado em categorias importantes, como Melhor Filme e Direção.

AS SURPRESAS

Triângulo da Tristeza, vencedor da Palma de Ouro em Cannes, foi uma grata surpresa na lista. Emplacou três grandes categorias: Filme, Direção e Roteiro Original.

Andrea Riseborough conquistou uma vaga na categoria de Melhor Atriz em To Leslie, enquanto Stephanie Hsu foi reconhecida por seu papel de coadjuvante em Tudo Em Todo o Lugar ao Mesmo Tempo.

Ana de Armas também surgiu entre as indicadas à Melhor Atriz, pelo criticado Blonde.

Continua após a publicidade

OS ESNOBADOS

Neste ano, há diversos títulos e artistas a comentar. A Mulher Rei não emplacou nenhuma indicação – e estava cotado até mesmo à categoria principal do Oscar.

Aftersun, excelente longa de estreia de Charlotte Wells, também não entrou. Paul Mescal foi o único a conquistar uma indicação para o filme, como Melhor Ator.

Continua após a publicidade

RRR, longa indiano hit na Netflix, conquistou apenas uma indicação: a de Melhor Canção Original para ‘Naatu-Naatu’.

Babilônia, de Damien Chazelle, não foi de fato esnobado (conquistou 3 indicações: Trilha Sonora, Figurino e Design de Produção), mas não figura nas categorias mais cobiçadas.

SEM MULHERES NA DIREÇÃO

Nos últimos anos, Chloé Zhao e Jane Campion foram as vencedoras na categoria de Melhor Direção por Nomadland e Ataque dos Cães, respectivamente.

Mas, em 2023, Sarah Polley (cotada por Entre Mulheres) e Charlotte Wells (Aftersun) não foram agraciadas com uma indicação. E ambas estavam presentes na corrida pelo Oscar.

Em 95 anos de Oscar, apenas sete diretoras foram indicadas na categoria.

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Para curtir o melhor de São Paulo!
Receba VEJA e VEJA SP impressas e tenha acesso digital a todos os títulos Abril.
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe semanalmente Veja SP* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de São Paulo

a partir de R$ 39,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.