Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês
Barbara Demerov Filmes e Séries - Por Barbara Demerov

Gaslit: Julia Roberts é Martha Mitchell, figura esquecida no caso Watergate

Gaslit mostra o escândalo pelo olhar da esposa do procurador geral de Richard Nixon, interpretado por Sean Penn

Por Barbara Demerov Atualizado em 12 Maio 2022, 14h37 - Publicado em 13 Maio 2022, 06h00

Gaslit, título da nova minissérie estrelada por Julia Roberts e Sean Penn no STARZPLAY, é uma palavra originada do termo “gaslighting”. Ele indica uma forma de manipulação psicológica na qual informações são distorcidas até que a vítima de tal abuso duvide de sua própria memória.

+ Tim Burton revela ser fã de Zé do Caixão: “cresci vendo os filmes dele”

A palavra faz muito sentido na trama da produção, que é baseada em fatos e em um dos capítulos mais marcantes da política americana: o caso Watergate, ocorrido em 1972. No entanto, o ex-presidente Richard Nixon fica de fora da abordagem escolhida pelo criador e produtor-executivo Robbie Pickering.

Quem ganha destaque são os personagens esquecidos até então — desde os subordinados de Nixon até os denunciantes que acabariam por levar todo o planejamento da invasão aos escritórios do Partido Democrata em Washington à ruína. Mas há uma pessoa no meio de todo o caso que, finalmente, recebe a atenção devida cinquenta anos depois: Martha Mitchell (Julia), socialite do Arkansas e esposa do procurador-geral de Nixon, John Mitchell (Penn).

Apesar de ter sido Republicana, Martha foi a primeira pessoa a falar publicamente sobre o envolvimento de Nixon no Watergate, além de sempre ter tido uma personalidade tão forte a ponto de incomodar diversas pessoas da Casa Branca — incluindo o próprio marido, que a difamou e até orquestrou um sequestro a fim de evitar que ela falasse à imprensa.

Continua após a publicidade

A minissérie conta com atuações impecáveis da dupla principal, mas, mais do que isso, conduz com excelência o olhar de Martha diante do crime. É de espantar que uma mulher que gerou tanto furor na política tenha ficado ausente da narrativa oficial do escândalo, incluindo no premiado filme Todos os Homens do Presidente, de 1976.

O próprio Nixon já chegou a dizer: “Se não fosse por Martha Mitchell, não haveria Watergate”. Agora, o público há de entender seu papel para além da esposa do famoso procurador geral. Gaslit ainda traz Dan Stevens como John Dean; Betty Gilpin como Mo Dean e Shea Whigham como G. Gordon Liddy.

 +Assine a Vejinha a partir de 12,90.

Publicado em VEJA São Paulo de 18 de maio de 2022, edição nº 2789

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Para entender e curtir o melhor de SP, Veja São Paulo. Assine e continue lendo.

Impressa + Digital

Plano completo da VejaSP! Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da VejaSP, diariamente atualizado.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

Receba semanalmente VejaSP impressa mais acesso imediato às edições digitais no App Veja, para celular e tablet.

a partir de R$ 19,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Acesso ilimitado ao Site da VejaSP, diariamente atualizado.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

Edições da VejaSP liberadas no App Veja de maneira imediata

a partir de R$ 12,90/mês