Imagem Blog

Filmes e Séries - Por Barbara Demerov

Aqui você encontra críticas, entrevistas e as principais novidades sobre o mundo do cinema e do streaming
Continua após publicidade

Com 9 indicações ao Oscar, ‘Nada de Novo no Front’ tem produtor brasileiro

Daniel Dreifuss estabeleceu carreira em Los Angeles e esta já é sua segunda indicação ao prêmio; "autenticidade norteia a minha carreira", afirma

Por Barbara Demerov
17 fev 2023, 06h00

Nada de Novo no Front, filme da Netflix que se passa na Alemanha da I Guerra Mundial, foi indicado a nove categorias no Oscar e figura em duas muito importantes: melhor filme e melhor filme internacional. Além da presença marcante na premiação, que acontece em 12 de março, o título traz outra honraria: um brasileiro na equipe.

+‘Na Sua Casa ou Na Minha?’ fala sobre amor à segunda vista

O produtor Daniel Dreifuss (que já foi indicado ao Oscar pelo filme No) fala à Vejinha sobre seu novo trabalho.

Daniel Dreifuss, de terno azul marinho, no Globo de Ouro
Daniel Dreifuss, produtor de ‘Nada de Novo no Front’ (Arquivo pessoal/divulgação/Divulgação)

O filme adapta um clássico americano de 1930. Como foi refilmar essa história que se passa na Europa agora finalmente com uma roupagem europeia?
É a primeira vez que este texto (adaptado do livro homônimo, talvez o mais importante sobre a I Guerra) acontece do ponto de vista alemão. Autenticidade norteia a minha carreira, e o fato de este filme se passar na Alemanha com a língua nativa fez muito mais sentido para todos da equipe. Foi importante. Além disso, essa não é uma “jornada de herói”. Não é igual aos filmes de guerra que costumamos ver.

Qual foi sua reação ao ver todas as indicações?
É um sonho maior do que eu poderia ter sonhado. Se entrasse na categoria de filme internacional, já seria um orgulho imenso. Mas ir além com mais oito indicações… é um presente pelo reconhecimento da indústria. Porque eles entendem a qualidade fílmica e a batalha que é levantar um projeto como esse.

Você considera o Oscar relevante hoje em dia?
É absolutamente relevante. É um enorme feito ser reconhecido por colegas, ídolos e pessoas que te influenciaram. O Oscar valida, sim, o trabalho dos profissionais. No entanto, não acho que o Oscar represente o “todo” da indústria. Há filmes maravilhosos que jamais foram indicados. Mas não é por não estarem ali que as produções não tenham brilhantismo e qualidade — às vezes, até mais do que muitos que estão indicados.

Continua após a publicidade

Publicado em VEJA São Paulo de 22 de fevereiro de 2023, edição nº 2829

+Assine a Vejinha a partir de 9,90. 

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe semanalmente Veja SP* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de São Paulo

a partir de R$ 39,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.