Imagem Blog

A Tal Felicidade

Saúde, bem estar e alegria para os paulistanos
Continua após publicidade

“Mesmo com o desafio de preservar o litoral, a felicidade existe”

João Lara Mesquita escreve que, apesar de valorização histórica das águas, a destruição continua

Por João Lara Mesquita
26 jan 2024, 06h00

A busca pela felicidade muitas vezes se entrelaça com a maneira como tratamos nosso ambiente natural. Como ativista ambiental, percebo essa conexão profundamente, sobretudo ao considerar o litoral brasileiro. Este litoral, abençoado com uma beleza inigualável, clama por uma exploração sustentável e consciente.

Desde as Constituições de 1934, 1937, 1946, 1967 e 1969 até a de 1988, o Brasil reconhece a importância da manutenção da beleza cênica de suas paisagens. No entanto, apesar dessa valorização histórica, a destruição continua.

Um fato alarmante é que poucos brasileiros estão cientes desse princípio constitucional. E pior: muitos constroem em áreas proibidas para desfrutar de uma “vista para o mar”, sem levar em consideração o impacto ambiental devastador de tais ações.

Essa negligência, infelizmente, não se limita aos indivíduos. As autoridades também falham em proteger nossa costa, que se estende por mais de 8 500 quilômetros. A especulação imobiliária sem controle parece ser a única força que rege esse espaço precioso.

Praia do forte
Praia do Forte (Getty Images/Divulgação)

Gradualmente, a beleza natural do litoral tem cedido lugar ao concreto armado. Construções em áreas protegidas, como praias, falésias, dunas, restingas e mangues, demonstram um descaso flagrante pela legislação ambiental.

Desde a década de 1950, assistimos à deterioração do nosso litoral. O que era um paraíso prístino, agora, em muitos locais, se assemelha mais a uma caricatural. Desde a de seu antigo esplendor. Essa transformação não apenas prejudica a biodiversidade, mas também diminui a qualidade de vida das comunidades locais.

Para 2024, com as eleições municipais, surge uma nova esperança, e a possibilidade de eleger líderes comprometidos com a sustentabilidade e a preservação do nosso litoral como uma visão de felicidade. Líderes que respeitem o nosso patrimônio natural e promovam um desenvolvimento equilibrado, respeitando as leis ambientais e incentivando um turismo consciente.

E como não sentir a tal felicidade ao vislumbrar a possível realização de um sonho que há anos acalento: ver o litoral brasileiro protegido e valorizado, não apenas como local de lazer, mas como um legado para as futuras gerações. Que as escolhas reflitam nosso amor e respeito pelo Brasil; afinal, um litoral sustentável é um exemplo de harmonia entre o homem e a natureza.

Continua após a publicidade

João Lara Mesquita
(@mar_sem_fim) é editor do site marsemfim.com.br.

A curadoria dos autores convidados para esta seção é feita por Helena Galanete. Para sugerir um tema ou autor, escreva para hgalante@abril.com.br.

Publicado em VEJA São Paulo de 16 de janeiro de 2024, edição nº 2877

Compartilhe essa matéria via:
Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe semanalmente Veja SP* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de São Paulo

a partir de R$ 39,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.