Imagem Blog

Arte ao Redor

Uma curadoria de exposições, cursos e novidades dos museus, galerias e institutos culturais de São Paulo
Continua após publicidade

Paulo Nazareth exibe fotos, pinturas, instalações e vídeos no Copan

Artista mineiro passou pela Bienal de São Paulo e pela Bienal de Veneza em 2015

Por Tatiane de Assis Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Atualizado em 8 abr 2022, 13h08 - Publicado em 8 abr 2022, 06h00

O artista mineiro Paulo Nazareth, que teve obras expostas na última edição da Bienal de São Paulo e na Bienal de Veneza em 2015, tem sua produção revista no Pivô em uma mostra chamada Vuadora. Fazem parte dela um conjunto homônimo de pinturas realizadas entre 2019 e 2020, fotografias, instalações e vídeos. Assinam a seleção a soteropolitana Diane Lima, um dos nomes à frente da curadoria da próxima Bienal de São Paulo, em 2023, e a paulistana Fernanda Brenner, fundadora e diretora artística do espaço.

+Teatro Porto Seguro traz monólogo inspirado em livro de Fernanda Young

Não há uma linha cronológica na seleção, o que parece coerente ao se pensar na produção de Nazareth. Ele, muitas vezes, adota lógica parecida com o que diz o famoso verso da música, parceria do cantor Tom Zé com o falecido Elton Medeiros: “Tô te explicando para te confundir / Tô te confundindo para te explicar” (lembram?). Nessa toada, Nazareth faz uma paródia ácida de um ditado popular na série fotográfica Para Tampar o Sol com Seus Olhos (2010). Nela, o artista aparece em posições diferentes com arranjos feitos de caule e folha da taioba — planta que remete à culinária caipira, é usada em ritos do candomblé e sua raiz é empregada como cicatrizante. Em fotos da série Cadernos de África, que começou em 2013 e segue até hoje, veem-se pessoas que Nazareth encontrou no trajeto de sua casa, na cidade de Palmital, em Minas Gerais, para a Bolívia, por exemplo, e para a Nigéria.

Paulo é um homem negro, de cabelos e barba escuros. Ele posa de frente para a câmera com uma folha na cabeça
O artista na série “Para Tampar o Sol com Seus Olhos” (2010): paródia ácida (Acervo fotográfico MAE/Divulgação)

+Organizada por Fábio Porchat (pai), mostra reúne nomes da arte contemporânea brasileira

Permeia a mostra toda uma sensação de que, a qualquer momento, alguém que mora naquele lugar partirá ou chegará. Isso porque os trabalhos produzidos durante as andanças do artista caminhante são dispostos de maneira não tradicional — podem aparecer na parede, mas também na saída de um elevador e em uma espécie de mureta. Uma bicicleta, Banana Split (2021), reforça esse sentimento.

Avenida Ipiranga, 200 (Copan), bloco A, loja 54, centro, ☎ 3255-8703. Ter. a sáb., 13h/19h. Grátis. ♿ Até 17/6. pivo.org.br.

Continua após a publicidade

+Assine a Vejinha a partir de 12,90. 

Publicado em VEJA São Paulo de 13 de abril de 2022, edição nº 2784

Continua após a publicidade
Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe semanalmente Veja SP* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de São Paulo

a partir de R$ 39,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.