Clique e assine por apenas 6,90/mês

Motorista do Uber é morto a facadas na zona sul de São Paulo

A Polícia Militar ainda não identificou nem o criminoso nem a vítima, que foi encaminhada ao hospital, mas não resistiu aos ferimentos

Por Estadão Conteúdo - 6 Jan 2017, 10h42

Um motorista do Uber foi morto a facadas enquanto fazia corrida na madrugada desta sexta-feira (6), no bairro da Saúde, na Zona Sul de São Paulo. De acordo com a Polícia Militar, o homem levava um passageiro e, por volta de 1h25, quando estava na altura do nº 132 da Alameda dos Ubiatans, foi atacado com uma faca.

O motorista, ainda não identificado, foi encaminhado ao pronto-socorro Saboya, também na zona sul, mas morreu no local. Não há informações sobre o autor do crime. O caso foi registrado no 16º Distrito Policial da Vila Clementino. 

Índices

Levantamento feito pelo jornal O Estado de S. Paulo em novembro de 2016 mostrou que ao menos três motoristas do Uber são assaltados por dia em São Paulo. Entre os meses de janeiro e outubro do ano passado, motoristas e passageiros do aplicativo sofreram ao menos 271 roubos.

Continua após a publicidade

Dessas ocorrências, apenas 50 ocorreram antes de 29 de julho, data em que o sistema passou a aceitar dinheiro como pagamento, uma média de 7 casos por mês. De 30 de julho a 16 de outubro, a polícia contou 221 crimes. São 2,7 casos por dia ou um caso a cada 8 horas – um aumento de 1.162% em relação à média do período anterior.

Como comparação, é possível verificar que o crescimento dos casos envolvendo o Uber é bem maior do que o dos roubos no Estado. De janeiro a julho deste ano, a média mensal de roubos paulista foi de 26.666. Em agosto e em setembro, esse número ficou em 28.041, um aumento de 5,1% em relação à média anterior registrada.

Publicidade